Resenha: Thor (Blu-ray 2D+3D)

Produção: 2011
Duração: 114 min.
Direção: Kenneth Branagh
Elenco: Chris Hemsworth, Natalie Portman, Anthony Hopkins, Stellan Skarsgård, Ray Stevenson, Jaimie Alexander, Kat Dennings, Tom Hiddleston, Iris Elba, Rene Russo, Clark Gregg, Colm Feore, Jeremy Renner
Vídeo: Widescreen Anamórfico 2.35:1 (1080p/AVC MPEG-4)
Áudio: Inglês (DTS-HD Master Audio 7.1), Português, Espanhol, Francês (Dolby Digital 5.1)
Legendas: Português, Inglês, Espanhol, Francês
Região: A, B, C
Distribuidora: Paramount
Discos: 2 BDs (50GB)
Lançamento: 18/09/2011
Cotações: Som: ***** Imagem 2D: ****½ Imagem 3D: **½  Filme: *** Extras & Menus: **** Geral: **** 

SINOPSE
Quando é banido do reino de Asgard e exilado na Terra, o arrogante guerreiro Thor (Chris Hemsworth), filho do poderoso Odin (Anthony Hopkins), é obrigado a lutar para reaver seus poderes perdidos. Perseguido pelo poderoso Destruidor enviado para destruí-lo e sem seu poderoso martelo Mjölnir, o Deus do Trovão terá de enfrentar a maior batalha de sua vida. Mas será vivendo entre os humanos e apaixonando-se pela cientista Jane Foster (Natalie Portman) que Thor descobrirá o que é preciso para se tornar um verdadeiro herói.

COMENTÁRIOS
Primeiro filme de personagens da Marvel a chegar aos cinemas em 2011, THOR, dirigido de forma acadêmica pelo “Shakespeareano” Kenneth Branagh, dificilmente será considerado por alguém como uma das melhores adaptações de quadrinhos para o cinema. Mas certamente está longe de ser das piores, e com um eclético elenco, visões deslumbrantes do Reino de Asgard, batalhas contra criaturas e monstros CGI, tramas palacianas, pitadas de romance e até mesmo momentos de comédia que funcionam bem, diverte até mesmo quem não possui familiaridade com o universo criado por Stan Lee e seus colaboradores.

Continuar lendo “Resenha: Thor (Blu-ray 2D+3D)”

Resenha: Thor – Patrick Doyle (Trilha Sonora)

thorCDMúsica composta por Patrick Doyle
Selo: Buena Vista Records
Catálogo: D001365602
Lançamento: 03/05/2011
Cotação: ****

Muitos dos scores de hoje para filmes de super-heróis simplesmente erram o alvo. Raramente somos presenteados nessa arena com trabalhos de natureza substancial, já que essas trilhas sonoras são tipicamente serviçais mas falham em atingir a grandeza. Elaborar uma trilha de super-herói como se ela fosse de um filme de ação comum é um grande erro, que afasta o que poderia tornar esses projetos especiais. Com Thor, tenho de dar crédito a Patrick Doyle por pelo menos ter tentado dar ao gênero o que ele merece.

A primeira coisa que capturou minha atenção já desde o início foi o estabelecimento de um adequado tema principal para este herói e seu ambiente. Eu quase me belisquei. Há muitos anos não chegava um score de super-herói com um tema principal respeitável, e aqui finalmente temos um para cantarolarmos. De fato, esta é a primeira vez em muito tempo que reprisei na minha cabeça um tema após tê-lo ouvido em uma trilha sonora. Palmas para Doyle, este me pegou. Continuar lendo “Resenha: Thor – Patrick Doyle (Trilha Sonora)”

Resenha: Thor

THOR (Thor, EUA, 2011)
Gênero: Aventura, Ficção Científica
Duração: 114 min.
ElencoChris HemsworthNatalie PortmanAnthony HopkinsStellan Skarsgård, Ray Stevenson, Jaimie AlexanderKat DenningsTom Hiddleston, Iris Elba, Rene Russo, Clark Gregg, Colm Feore, Jeremy Renner
Compositor: Patrick Doyle
Roteiristas: Ashley Miller, Don Payne,  J. Michael Straczynski
DiretorKenneth Branagh
Cotação***½

Kenneth Branagh foi o sujeito que fez duas adaptações de tragédias shakesperianas que disputam pau a pau com as dirigidas e protagonizadas por Laurence Olivier: sua estreia com HENRIQUE V (1989) e a versão com elenco estelar e com cerca de quatro horas de duração de HAMLET (1996). Por uma razão ou outra, Branagh foi saindo de cena aos poucos, coincidentemente depois de sua separação com Emma Thompson. Por isso, a notícia de que ele havia sido o diretor escolhido para dirigir THOR (2011) pegou muita gente de surpresa. Não que ele não tenha nada a ver com o herói mitológico, mas por ele estar um pouco fora da grande mídia mesmo.

De qualquer maneira, o importante é que THOR é bem sucedido dentro do ambicioso projeto da Marvel de construir uma linha de filmes baseados nos quadrinhos e que sejam interligados, assim como é o universo Marvel. Assim, os dois filmes com o Homem de Ferro e com o Hulk já traziam elementos para juntar o quebra-cabeças necessário para o tão aguardado filme dos Vingadores. Tanto é que já se cria a expectativa de saber o que aparece no final dos créditos. Quase como um presente para aqueles que ficam até o finalzinho, mesmo quando a direção do cinema insiste em manter as luzes ligadas. Não vou dizer o que aparece nesse easter egg, mas já adianto que lá pelo meio do filme, vemos uma breve participação de Clint Barton, o futuro Gavião Arqueiro, vivido por Jeremy Renner.  Continuar lendo “Resenha: Thor”