AKIRA: parece que agora vai (ATUALIZADO)

Garrett Hedlund at the 2010 Comic Con in San Diego
Garrett Hedlund tem cara de Kaneda?

ATUALIZADO em 02/08/2013 – E parece que agora vai – DE NOVO. Segundo o Variety, a Warner retomou o projeto e Jaume Collet-Serra permanecerá como o diretor de Akira. Aparentemente os problemas de orçamento finalmente foram resolvidos pelo estúdio, mas por problemas de agenda Garrett Hedlund, o preferido para interpretar Kaneda, dificilmente estará no filme.

Continuar lendo “AKIRA: parece que agora vai (ATUALIZADO)”

Resenha: Tron – O Legado (Blu-ray)

Produção: 2010
Duração: 126 min.
Direção: Joseph Kosinski
Elenco: Jeff Bridges, Garrett Hedlund, Olivia Wilde, Bruce Boxleitner, James Frain, Beau Garrett, Michael Sheen, Anis Cheurfa, Daft Punk, Conrad Coates
Vídeo: Widescreen Anamórfico 1.78:1, 2.35:1 (1080p/AVC MPEG-4)
Áudio: Inglês (DTS-HD Master Audio 7.1, Dolby Digital 2.0), Português, Mandarin, Tailandês (Dolby Digital 5.1)
Legendas: Português, Inglês, Espanhol, Chinês, Mandarim, Tailandês, Coreano, Malaio, Indonésio
Região: A, B, C
Distribuidora: Disney
Discos: 2 (50GB)
Lançamento: 05/04/2011
Cotações: Som: ***** Imagem: ***** Filme: **** Extras & Menus: ***½ Geral: ****½

SINOPSE
Sam Flynn (Garrett Hedlund), ao investigar uma misteriosa mensagem recebida do escritório abandonado de seu pai Kevin Flynn (Jeff Bridges), criador dos jogos Space Paranoids e Tron, entra no mundo digital de TRON e acaba caindo no meio de uma guerra de discos entre gladiadores. Com a ajuda de Quorra (Olivia Wilde), Sam reencontra seu pai desaparecido que, na verdade, está aprisionado no universo que ele próprio criou há 20 anos, agora dominado pelo tirânico Clu, programa feito à sua própria imagem.

COMENTÁRIOS
Considerando alguns “tratados” que foram escritos despejando o quão clássico o filme original de 1982 é, e de como seria decepcionante esta tardia continuação, a estreia de Joseph Kosinski na direção de um longa-metragem me surpreendeu positivamente. Sim, porque sob qualquer aspecto, TRON: O LEGADO representa uma experiência cinematográfica superior à do seu predecessor. Claro, é inegável que TRON: UMA ODISSÉIA ELETRÔNICA (TRON, 1982), de Steven Lisberger, foi um filme à frente de seu tempo, com o emprego então inédito de computação gráfica e o conceito de um mundo virtual, 17 anos antes de MATRIX (1999). Contudo, como outros filmes da Disney do período, TRON foi o típico caso de um grande potencial desperdiçado, com seu roteiro simplório e personagens unidimensionais, e que mesmo assim passou a ser cultuado por muitos fãs de ficção científica por seu caráter vanguardista e visionário.

Continuar lendo “Resenha: Tron – O Legado (Blu-ray)”

Resenha: Tron – O Legado

TRON: O LEGADO (Tron Legacy, EUA, 2010)
Gênero: Ficção Científica
Duração: 127 min.
Elenco: Jeff Bridges, Olivia Wilde, Garrett Hedlund, Michael Sheen, Serinda Swan, James Frain, Bruce Boxleitner
Compositores: Daft Punk
Roteiristas: Edward Kitsis, Adam Horowitz
Diretor: Joseph Kosinski
Cotação: ****

Finalmente, aproveitando a calmaria provocada pela ressaca pós-Natal, pude conferir TRON: O LEGADO (TRON: LEGACY, 2010), da maneira como ele foi concebido para ser visto: numa sala 3D, com áudio original em inglês. E considerando alguns “tratados” que estão sendo escritos na internet, com páginas e páginas despejando o quão clássico o filme original de 1982 é, e de como é decepcionante esta tardia continuação, saí do cinema espantado, na verdade positivamente, com esta estreia do diretor Joseph Kosinski. Sim, porque sob qualquer aspecto, TRON: O LEGADO representa uma experiência cinematográfica muito superior à do seu predecessor.

Claro, não posso negar que TRON: UMA ODISSEIA ELETRÔNICA (TRON, 1982), de Steven Lisberger, foi um filme à frente de seu tempo, com o emprego então inédito de computação gráfica e o conceito de um mundo virtual, 17 anos antes de MATRIX (1999). Contudo, como outros filmes da Disney do período, TRON foi o típico caso de um grande potencial desperdiçado, com seu roteiro simplório e personagens unidimensionais, e que mesmo assim, passou a ser cultuado por muitos fãs de ficção científica por seu caráter vanguardista e visionário. Continuar lendo “Resenha: Tron – O Legado”