Resenha de Trilha Sonora: AVENGERS – AGE OF ULTRON – Brian Tyler, Danny Elfman

Resenha de Trilha Sonora: AVENGERS – AGE OF ULTRON – Brian Tyler, Danny Elfman

Avengers_uiltron_CDMúsica composta por Brian Tyler, Danny Elfman
SeloHollywood Records
Catálogo: 4877018
Lançamento: 19/05/2015
Cotação: ***½

Quem iria imaginar que a Marvel, que estava quase falida durante a década de 1990, sendo obrigada a licenciar seus personagens para adaptações que beiravam o ridículo (como os infames Capitão América de 1991 e o Quarteto Fantástico de 1994), hoje se tornaria esse grande império midiático? Depois de, finalmente, obter sucesso junto ao público e a crítica com franquias como Homem-Aranha, de Sam Raimi (Columbia / Sony), e X-Men, de Bryan Singer (Fox), a Casa das Ideias teve algum cacife para começar a produzir e a bancar suas próprias produções. Assim, teve início um grandioso e arriscado projeto, que visava reunir, sob um mesmo universo, personagens como Homem de Ferro, Hulk, Thor e Capitão América, que teriam seus próprios filmes e depois se reuniriam num épico crossover. A ideia foi um sucesso, com Os Vingadores (The Avengers, 2012) se tornando a terceira maior bilheteria da história, catapultando os rendimentos dos filmes seguintes dos personagens, e permitindo inclusive que a Marvel se arriscasse com produções como Guardiões da Galáxia (Guardians of the Galaxy, 2014), e se expandisse para outras mídias, como a televisão, em séries como Agents of SHIELD, Agent Carter e Demolidor – esta última iniciando uma espécie de sub-universo compartilhado na Netflix, com heróis mais urbanos e soturnos da editora.

Continuar lendo “Resenha de Trilha Sonora: AVENGERS – AGE OF ULTRON – Brian Tyler, Danny Elfman”

Resenha de Filme: VINGADORES – ERA DE ULTRON

Resenha de Filme: VINGADORES – ERA DE ULTRON

260x365_1424817878Avengers – Age of Ultron, EUA, 2015
Gênero: Ficção Científica
Duração: 160 min.
Elenco: Chris Evans, Robert Downey Jr., Chris Hemsworth, Mark Ruffalo, James Spader, Scarlett Johansson, Elizabeth OlsenSamuel L. Jackson, Jeremy Renner, Aaron Taylor-JohnsonPaul BettanyStellan Skarsgård, Cobie Smulders,  Claudia Kim, Hayley Atwell, Idris Elba, Linda Cardellini, Thomas Kretschmann
Trilha Sonora: Brian Tyler, Danny Elfman
RoteiroJoss Whedon
Direção: Joss Whedon
Cotação: ****

Mesmo que não seja ainda uma adaptação dos sonhos de alguém que acompanha as aventuras dos Vingadores desde criança, VINGADORES – ERA DE ULTRON (2015) é uma obra admirável já a partir de sua incrível sequência inicial, em que somos colocados em uma montanha-russa de ação envolvendo a mesma equipe formada em OS VINGADORES (THE AVENGERS, 2012): Capitão América, Thor, Hulk, Homem de Ferro, Viúva Negra e Gavião Arqueiro. Nesse momento, Joss Whedon consegue emular os quadrinhos com magnitude, como se estivéssemos vendo um grande painel desenhado. Com a diferença que aquilo ali está em movimento e em um formato muito maior, especialmente se visto em uma sala IMAX, valorizando especialmente o tamanho e a raiva do Hulk, que mais uma vez rouba a cena. Continuar lendo “Resenha de Filme: VINGADORES – ERA DE ULTRON”

Resenha: FRANKENWEENIE

FRANKENWEENIE (Frankenweenie, EUA, 2012)
Gênero: Animação
Duração: 87 min.
Elenco:  Winona Ryder, Catherine O’Hara, Martin Short, Conchata Ferrell, Tom Kenny, Martin Landau, Atticus Shaffer, Charlie Tahan, Robert Capron, James Hiroyuki Liao, Christopher Lee
Trilha Sonora Original: Danny Elfman
Roteiro:  John August
Direção: Tim Burton
Cotação***

A figura do escritor que perdeu a inspiração que tinha outrora, tantas vezes mostrada no cinema, cabe muito bem para Tim Burton, um cineasta que começou a carreira mostrando muita criatividade e amor, dentro do seu estilo gótico, mas que aos poucos, principalmente a partir dos anos 2000, foi se repetindo, sem conseguir fazer um trabalho ao mesmo tempo inédito e capaz de entusiasmar os espectadores que o acompanham desde o início.

Há uma cena em FRANKENWEENIE (2012) que pode representar muito bem o que pode ter acontecido com Burton. Como quase todo mundo já deve saber: o filme é sobre um garotinho que consegue ressuscitar o seu cachorrinho que morre atropelado, usando as mesmas técnicas vistas em FRANKENSTEIN (tomemos o filme de 1931 como base, em vez dos demais).

Pois bem. Ele consegue trazer a vida de volta ao seu cão, que se mostra tão amoroso quanto era antes de morrer. Mas há um colega de classe que descobre que o cão de Victor – o nome do garoto é Victor Frankenstein – foi ressuscitado. E pede para que ele faça o mesmo para ele, de modo que ele tenha chances de vencer na feira de ciências da escola. Victor dá vida, então, a um peixinho, mas os resultados não são muito bem sucedidos. Ele pergunta o porquê ao seu professor – que é a cara do Vincent Price – e ele diz que o primeiro experimento deu certo porque ele fez com o coração, não somente com a razão.

Continuar lendo “Resenha: FRANKENWEENIE”

Resenha: THE AMAZING SPIDER-MAN – James Horner (Trilha Sonora)

Música composta por James Horner
Selo: Sony Classical
Catálogo: 88725438052
Lançamento: 03/07/2012
Cotação: ***½

Dez anos atrás, o primeiro filme do personagem mais famoso da Marvel, Homem-Aranha, teve uma ótima trilha composta por Danny Elfman, que raramente decepciona quando se trata de longas baseados em quadrinhos (a lendária Batman, de 1989, que o diga). Para O Espetacular Homem-Aranha, que possui a missão de reiniciar a lucrativa franquia, o compositor escolhido foi o famoso James Horner. Aqueles que acompanham a carreira do sujeito por trás dos scores de Titanic e Coração Valente perceberiam que a escolha de Horner para um longa de super-herói é, no mínimo, inusitada.

Como um veterano na indústria de cinema, e tendo já conquistado dois Oscars e outras nove indicações, o compositor já sabe que não precisa provar mais nada para ninguém e aqui se permite ser mais experimental, incluindo sintetizadores, guitarras e até vocalizações étnicas junto à orquestra. O resultado é uma trilha que lembra outros trabalhos, como Karatê Kid, Uma Mente Brilhante, Avatar, e o próprio Homem-Aranha do Danny Elfman. Aliás, os dois músicos compuseram temas semelhantes para o herói, porém com uma diferença fundamental: enquanto Elfman procurou retratar o poder e a força do personagem, Horner quis ressaltar mais seu heroísmo e seus feitos.

Continuar lendo “Resenha: THE AMAZING SPIDER-MAN – James Horner (Trilha Sonora)”

Resenha: GIGANTES DE AÇO

GIGANTES DE AÇO (Real Steel, EUA, 2011)
Gênero: Ficção Científica
Duração: 129 min.
Elenco: Hugh Jackman, Dakota Goyo, Evangeline Lilly, Anthony Mackie, Kevin Durand, Hope Davis, James Rebhorn, Marco Ruggeri, Karl Yune, Olga Fonda, John Gatins
Trilha Sonora Original: Danny Elfman
Roteiro: Leslie Bohem, John Gatins, Dan Gilroy, Jeremy Leven
Direção: Shawn Levy
Cotação: ****

Este ano vem trazendo surpresas agradáveis dos lugares e filmes menos imaginados. Caso de GIGANTES DE AÇO (2011), de Shawn Levy, um diretor de quem nunca se espera muito, mas que atingiu um grau de excelência impressionante neste drama sci fi envolvendo a relação de um pai com seu filho rejeitado. A produção é mais vendida como um filme de lutas de robôs, o que não deixa de ser verdade. Mas o que não é verdade é que não dá para resumí-lo dessa maneira. Eu diria que GIGANTES DE AÇO é uma espécie de ROCKY do século XXI. E afirmo isso com a intenção de elogiá-lo mesmo.

Na trama, Hugh Jackman é Charlie Kenton, um homem que costuma seguir os seus instintos e vive de se arriscar em lutas de robôs gigantes. A bela e encantadora Evangeline Lilly, que me deu muita alegria ao vê-la numa produção classe A e em papel de destaque, é Bailey, uma companheira e especialista em conserto e reparação desses robôs gigantes de um futuro próximo. Charlie é um homem que costuma fazer o que lhe dá na telha, adora o risco e por isso acaba entrando de cabeça e na maioria das vezes perde tudo. Deve a Deus e ao mundo e o filme já começa com um de seus credores lhe cobrando. O que vem abalar, mas principalmente trazer algo de extraordinário para sua vida, é o filho de onze anos, Max (Dakota Goyo). O garoto sente muito pelo fato de ter sido abandonado pelo pai durante todos esses anos e de só ter que encará-lo novamente por causa da morte de sua mãe.

Continuar lendo “Resenha: GIGANTES DE AÇO”

Resenha: Captain America: The First Avenger – Alan Silvestri (Trilha Sonora)

Música composta por Alan Silvestri
Selo: Walt Disney Records
Catálogo: D001387402
Lançamento: 19/07/2011
Cotação: ****

Capitão América: O Primeiro Vingador é o terceiro filme de super-heróis da Marvel a chegar aos cinemas este ano, e o que imediatamente precede o esperado Os Vingadores, do diretor Joss Whedon, que estreia em 2012. Fãs dos filmes de ação e de quadrinhos aguardavam com grande expectativa o longa dirigido por Joe Johnston (O Lobisomem), a mais ambiciosa adaptação do primeiro herói da Marvel – expectativa igualmente partilhada pelos colecionadores de trilhas sonoras, desde que foi anunciado que Alan Silvestri seria o responsável por seu score.

Também tinha expectativas, ainda que moderadas: afinal, se Johnston, o campeão do filme “quase bom”, há tempos nos devia algo realmente empolgante, os últimos trabalhos de Silvestri eram apenas sombras de trilhas memoráveis como De Volta Para o Futuro, O Predador e O Segredo do Abismo. Assim, até por serem moderadas, posso dizer que minhas expectativas foram totalmente satisfeitas, e se tomarmos por parâmetro apenas as adaptações da Marvel mais recentes, a partitura de Silvestri está em pé de igualdade, e sob alguns aspectos, é até superior às que na minha opinião fugiram da mediocridade geral reinante: X-Men: Primeira Classe (Henry Jackman) e Homem de Ferro 2 (John Debney). Continuar lendo “Resenha: Captain America: The First Avenger – Alan Silvestri (Trilha Sonora)”