Resenha: TERRA NOVA: 1×12 – Occupation e 1×13 – Resistance

[SPOILERS] “Terra Nova” já despediu-se dos ecrãs norte-americanos (sendo que no Brasil e por cá em Portugal, concretamente na TVI, ainda deve durar mais umas semanas) e apesar de deixar a porta aberta para uma hipotética segunda temporada, cuja concretização é difícil mas não impossível, fecha com relativo sucesso esta sua primeira época (uma época de altos e baixos, é certo).

A verdade é que “Terra Nova” começou insonsa, caiu para o intragável e, na recta final, tornou-se agridoce, tendo conseguido ofuscar mas não livrar-se (daí o agridoce) de algumas limitações (como o fraco desenvolvimento da maior parte dos seus personagens e os plots secundários banais ou demasiado infantis) a partir do momento em que focou as suas atenções na mitologia, a qual, não sendo prodigiosa, é claramente a maior força da série. A grande dúvida agora será se, caso ganhe a tal ansiada segunda temporada, conseguirá aproveitar os avanços destes últimos episódios e utilizá-los como base para definir o caminho que quer percorrer e finalmente estabelecer-se como a série que muita gente quer que ela tivesse sido desde o início.

Continuar lendo “Resenha: TERRA NOVA: 1×12 – Occupation e 1×13 – Resistance”

Resenha: TERRA NOVA: 1×11 – Within

[SPOILERS] Estes últimos episódios de “Terra Nova” têm sido diferentes. E para melhor. Mas calma. A série não se tornou num “Breaking Bad” do dia para a noite. Nem de perto. Continua a ser povoada de personagens limitados (para ser simpático…), a ter alguns diálogos risíveis (“What you say can and will be used against you”) e a dispersar-se em plots secundários banais e desinteressantes. Porém, nestes últimos episódios conseguiu tornar a sua história mais compacta porque se passou a focar nos (poucos) pontos positivos que a série consegue ter: a sua mitologia e os seus melhores personagens (Taylor, Skie, Mira e Lucas).

Desta feita, e tal como no episódio anterior, o plot A foca-se no espião e na descoberta de quem ele (neste caso, ela) é na realidade. Foi bom que a questão tivesse sido resolvida de forma tão célere. No episódio anterior deram-nos a conhecer que a Skye (Allison Miller) é a espia e quais as razões que a levaram a tal atitude, mas decidiram manter essa informação escondida dos personagens. Neste, os personagens ficam a saber exactamente o que nós, espectadores, já sabíamos e isso permite a que a narrativa flua de forma mais aberta, não havendo aquela reacção natural de estarmos a revirar os olhos de cada vez que os personagens não se apercebem da verdade por um mero desencontro ou por simplesmente não estarem com atenção suficiente ou não serem suficientemente espertos. Assim, surge a oportunidade de que o foco sejam os dilemas resultantes da descoberta e a narrativa ganha com isso.

Continuar lendo “Resenha: TERRA NOVA: 1×11 – Within”

Resenha: TERRA NOVA: 1×10 – Now You See Me

[SPOILERS] O mais recente episódio de “Terra Nova” é nova prova de que quanto mais a série desvia o seu foco da família Shannon melhores resultados consegue. O problema não é a tenra idade das personagens (o que não faltam são exemplos de boas séries/filmes cujos protagonistas são crianças ou adolescentes) mas sim a sua profundidade, que é praticamente zero. Isso reflecte-se claramente na linha de argumento deste episódio que envolve a Zoe (Alana Mansour) e o bebé dinossauro, em que, no final, surge todo o clã Shannon imerso em felicidade como se estivessem a pousar para uma fotografia de família, revelando-se novamente que nada mais são do que arquétipos de todas as famílias de todos os filmes de temática familiar que alguma vez possamos ter visto. Eles são demasiado comuns para despertarem algum interesse e quando os argumentistas os tentam revelar como sendo mais que isso acaba por aparentar a falso. Felizmente, este “Now You See Me” deixa os Shannon um pouco mais de lado (excepto o Jim, pois, afinal, ele ainda é o protagonista desta história) e dedica-se a aprofundar algumas das personagens secundárias, personagens essas que conseguem revelar-se como bem mais apelativas.

Voltamos a ter o Comandante Taylor (Stephen Lang) como um dos destaques, aquela que é claramente a personagem mais bem trabalhada neste série e, consequentemente, aquela cujo percurso melhores histórias permite. Desta feita, temo-lo durante quase todo o episódio acompanhado daquela que será uma das grandes antagonistas desta temporada, a Mira (Christine Adams). Só por si, a actriz já tem uma presença no ecrã carismática e enigmática o suficiente para facilmente me deixar interessado naquilo que ela tem para dizer. E, neste episódio, temos oportunidade de a conhecer um pouco mais a fundo.

Continuar lendo “Resenha: TERRA NOVA: 1×10 – Now You See Me”

Resenha: TERRA NOVA: 1×08 – Proof

[SPOILERS] Boredom, thy name is “Terra Nova”. Hoje começo com uma proposta de um exercício: vejam um episódio de “Terra Nova” logo na terça-feira e tentem escrever uma crítica ao mesmo cinco dias depois. Acontece tanta coisa, mas tanta coisa, aborrecida, desinteressante e banal nesta série que passados cinco dias é difícil conseguir lembrar o que raio aconteceu no episódio.

O episódio arranca com um momento de cumplicidade entre o Jim (Jason O’Mara) e o Comandante Taylor (Stephen Lang). A fortificação da relação entre estes dois é algo que a série tem apostado e é das poucas coisas que até resultam em certa medida. Ambos estão à pesca e apanham o pior peixe feito em CGI de sempre! Os efeitos especiais são um dos principais elementos desta série mas parece que gastaram o dinheiro todo disponível para este episódio no Komodo e se esqueceram que tinham um peixe para desenhar… A última vez que me lembro de ver algo tão mau foi numa cena dum submarino a emergir da água, numa determinada série que já terminou e que se passava numa ilha.

Continuar lendo “Resenha: TERRA NOVA: 1×08 – Proof”

Resenha: TERRA NOVA: 1×07 – Nightfall

[SPOILERS] “Uh, I’ve been alone out here for so long, I’ve forgotten my manners. Thank you, thank you… for finally getting your act together and doing what you were sent here to do.” Respondam-me sinceramente: quantos de vocês desejaram que aquele meteorito fosse “o tal” ou não sendo “o tal” ter pelo menos dimensão suficiente para ter reduzido a Terra Nova a cinzas? Teria sido um descanso, não teria? Ora, apesar do meteorito não me ter dado o final feliz que eu desejava para esta série, trouxe pelo menos uma coisa: o melhor episódio desde o piloto. O que não é dizer muito, a bem da verdade, mas pronto, dêmos-lhe isso…

A queda de um meteorito na proximidade de Terra Nova e a onda de choque libertada pelo acontecimento são o ponto de partida para várias linhas narrativas. O problema é que, tal como se sucede vezes sem conta nesta série, as histórias que nos apresentam são inconsequentes e sem grande apelo. A Maddy (Naomi Scott) e o namorado ficam “presos” no meio duma floresta cheia de perigos? Vão para cima duma árvore durante um episódio inteiro. Um amigo da Skye (Allison Miller), praticamente nosso desconhecido mas que é como um irmão para ela, andou a ingerir algo que não devia? Passam o episódio quase todo a enrolar um parasita que o rapaz tem nos intestinos. O Jim e a Zoe ficam presos (outros…) numa sala virtual qualquer? Vamos arranjar maneira de dar algum destaque à miudinha criando um acesso ao exterior onde só alguém do seu tamanho consiga passar (e pior, pôr o pai a fazer a banda sonora de todo o momento). Devido a um pulso electromagnético toda a tecnologia de Terra Nova (incluindo as armas e veículos) é desactivada? Mas alguém duvidava que haveria uma pessoa qualquer em toda a colónia que facilmente resolveria a questão!?

Continuar lendo “Resenha: TERRA NOVA: 1×07 – Nightfall”

Mais novidades em Terra Nova

Allison Miller

Segundo o Variety, Allison Miller (17 Outra Vez) entrou para o elenco de Terra Nova, a série de TV sobre dinossauros que Steven Spielberg está produzindo para a Fox. Jason O’Mara, da versão norte-americana de Life on Mars, será o protagonista. Miller será Skye, veterana residente de Terra Nova que faz amizade com o filho do personagem de O’Mara. O site também divulgou uma sinopse mais detalhada da série:

No ano de 2149, a Terra está morrendo pelos excessos da industrialização, poluição e superpopulação. A devoção à ciência levou a humanidade à beira da destruição, mas também possibilitou a única chance de salvação. Como a maioria das plantas e animais está em extinção, sabendo que não há jeito para reverter os danos feitos ao planeta um grupo de cientistas consegue abrir uma fratura no continuum espaço-temporal, criando um portal para a Terra pré-histórica de 150 milhões de anos no passado. Esse portal leva a um mundo maravilhoso – e à possibilidade de salvar a raça humana e mudar o futuro consertando erros do passado. Continuar lendo “Mais novidades em Terra Nova”