De Volta aos 80 – Parte 6

De Volta aos 80 – Parte 6

BackToTheEighties

No ano passado, o filme com melhor desempenho foi  Transformers: A Era da Extinção, que arrecadou 1 bilhão de dólares. Infelizmente Mercenários 3, outro favorito entre os filmes de origens oitentistas, afundou na critica e bilheteria. De qualquer maneira, a onda de filmes com pé na década de 1980 continua a todo vapor: Continuar lendo “De Volta aos 80 – Parte 6”

Sci Files: DISTOPIA

Sci Files: DISTOPIA

divergent_banner
Divergente

Vivemos em uma distopia. Não, não vivemos e nunca viveremos. Mas o que é uma distopia? Uma distopia é exatamente o inverso de uma utopia, que significa um lugar ideal ou perfeito. Portanto, uma distopia é um lugar ruim, com repressão e sofrimento. Por mais que você considere a sua cidade um lugar ruim de se viver, você não está em uma distopia e nunca estará. Distopias, assim como utopias, não podem existir por definição. São conceitos. Então quer dizer que se o mundo ficar exatamente da mesma forma que em 1984, ainda assim não posso considerar que estou vivendo em uma distopia? Exatamente, simplesmente pelo fato de, nesse caso, a distopia ter se tornado uma realidade, possibilitando assim, a idealização de distopias muito mais sombrias e preocupantes. Isso implica em uma distopia estar sempre um passo (dado com o pé esquerdo da humanidade) adiante. Continuar lendo “Sci Files: DISTOPIA”

Marvel X DC: O Duelo de 2015… e Além

Marvel X DC: O Duelo de 2015… e Além

AgeofUltron1Em 2014 Guardiões da Galáxia foi o longa de maior bilheteria da Disney / Marvel Studios, com Us$ 770 milhões, embora o melhor filme tenha sido mesmo Capitão América 2 – O Soldado Invernal, com Us$ 710 milhões. A Warner / DC colocou bons filmes como 300 – A Ascensão do Império e Sin City 2, mas não tinha como derrotar os da Marvel.

Em 2015 a briga fica entre os blockbusters da Marvel Vingadores: Era de Ultron e Homem-Formiga, e correndo popr fora temo o reboot Quarteto Fantástico, da Fox. A julgar pelas prévias, diria que Vingadores deverá ser o melhor filme do ano. Como era esperado, o acordo entre Sony e Marvel envolvendo o Homem-Aranha decretou o melancólico fim da franquia comandada por Marc Webb, e a participação do Aranha nos filmes da Marvel (bem como a aparição de seus personagens nos futuros longas do aracnídeo) tornam a batalha ainda mais difícil para a DC. Continuar lendo “Marvel X DC: O Duelo de 2015… e Além”

Esquadrão Relâmpago CHANGEMAN

Esquadrão Relâmpago CHANGEMAN

changemanChangeman é uma série Super Sentai, exibida no Japão em 1985 e que, tendo chegado no Brasil em 1988, fez sucesso em ambos os países. Foi  exibida na extinta Rede Manchete, inclusive fazendo um pouco mais de sucesso que a série Jaspion. A trama gira em torno de cinco heróis, que tem de defender a Terra de uma invasão alienígena. De acordo com a Wikipédia: Continuar lendo “Esquadrão Relâmpago CHANGEMAN”

Sci-Files: G.I. JOE – RETALIAÇÃO

Sci-Files: G.I. JOE – RETALIAÇÃO

G-I-Joe-RetaliationA continuação de G. I. Joe – A Origem de Cobra (2009, direção de Stephen Sommers) chegou com um ano de atraso, mas é bem mais fiel que o filme anterior, onde os Joes estavam bem caracterizados e os Cobras, não. Em G.I. Joe: Retaliação, dirigido em 2013 por por Jon M. Chu, ocorre o contrário, e em termos de adaptação, é um longa mediano, com uma boa dose de ação. O que mais se sente falta nesse filme são os veículos de combate, que no anterior foram uma grande parte da diversão. A Baronesa e Scarlett também fazem falta, mas pelo menos a trama é mantida à risca, com o gancho do primeiro filme. Continuar lendo “Sci-Files: G.I. JOE – RETALIAÇÃO”

STAR WARS: O Reboot da Disney

STAR WARS: O Reboot da Disney

Boba Fett
Boba Fett, primeira vítima do reboot?

A decisão dos diretores da Disney, de apagar o Universo Expandido de Star Wars, é um tiro no pé. O universo expandido de Star Trek nunca decolou por não fazer parte do cânone oficial da franquia, já Star Wars possui um universo expandido e coeso desde 1991, que integra filmes, livros, HQs, videogames e séries animadas de TV.

O primeiro universo expandido de Star Wars surgiu em 1978, com o lançamento do livro Estrela de Cristal e a revista em quadrinhos Star Wars, publicada pela Marvel de 1978 até 1986. O sucesso do universo expandido foi tanto, que muitos elementos foram utilizados na trilogia prelúdio por George Lucas: Coruscant como capital da República (livro Herdeiros do Império), Ayla Secura e Ki Adi Mundi (revista República), Yoda como grande guerreiro (livro O Dilema da Princesa Leia), Sabre de Luz duplo, derivado do Lorde Sith Exar Kun. Continuar lendo “STAR WARS: O Reboot da Disney”