Quadrinhos Resenhas - Filmes

Resenha de Filme: VIÚVA NEGRA


Black Widow, EUA, 2021
Gênero: Ação
Duração: 134 min.
Elenco: Scarlett Johansson, Florence Pugh, Ever Anderson, Violet McGraw, O-T Fagbenle, Ryan Kiera Armstrong
Trilha Sonora Original: Lorne Balfe
Roteiro: Eric Pearson, Jac Schaeffer, Ned Benson
Direção: Cate Shortland
Cotação: 3,0/5

Por mais que a trajetória da Marvel no cinema seja irregular, desde que foi instaurado o MCU em 2008, com HOMEM DE FERRO, não dá para dizer que ela não foi bem-sucedida. Houve um trabalho de planejamento muito bem-feito unindo executivos e gente da própria indústria dos quadrinhos dispostos a fazer uma materialização dos sonhos de muitos leitores. E assim, nesses 13 anos, já tivemos filmes de magia (DOUTOR ESTRANHO), de espionagem (CAPITÃO AMÉRICA 2 – O SOLDADO INVERNAL), de deuses (THOR), de space opera (GUARDIÕES DA GALÁXIA) e em breve teremos até um de kung fu (SHANG-CHI E A LENDA DOS DEZ ANÉIS).

A expectativa para VIÚVA NEGRA (2021) seria a de mais um filme na linha da espionagem. De certa forma não deixa de ser, embora a intenção maior não seja essa. O que temos, surpreendentemente, é um estranho filme sobre problemas de família. Para isso, a Marvel contratou a diretora australiana Cate Shortland, pouco conhecida, até dentro do meio cinéfilo alternativo. Talvez seu trabalho mais conhecido seja o drama de guerra LORE (2012), possivelmente o cartão de visita da diretora para Hollywood. Quanto ao resultado, acredito que a despedida de Scarlett Johansson como a Viúva Negra do MCU poderia ter sido melhor, mas ao menos, finalmente, a Marvel deu um filme solo à heroína. Durante vários anos os fãs esperavam e achavam até um absurdo ela não ter ganhado um filme próprio, já que a atriz/personagem aparece desde HOMEM DE FERRO 2 (2010) e depois integrou a equipe dos Vingadores, sendo de fundamental importância para os filmes desse universo.

Gosto muito do prólogo, mostrando Natasha e Yelena ainda crianças, mas logo depois o filme não consegue manter um bom ritmo, nem como thriller de espionagem nem como filme de ação. O melhor momento de ação talvez seja o de um resgate na prisão. É um momento que realmente nos deixa com as mãos segurando na poltrona. As cenas de luta corporais poderiam ter sido melhor executadas e Florence Pugh se sai até melhor que a Scarlett nelas, além de ser ótima atriz, esbanjando carisma.

O fato de ser uma obra que trata de dramas familiares, com problemas paternos e maternos, entra em sintonia com o trabalho que vem sendo desenvolvido nas minisséries do Disney+. No mais, mesmo me incomodando com o fato de o filme nunca oferecer uma visão mais fria de Natasha, como nos quadrinhos, não deixa de ser interessante ver as cenas de família, como a do reencontro familiar atípico e muitas vezes divertido, por mais que haja tantos traumas envolvidos, principalmente para as duas moças que viraram máquinas de matar do governo russo. Destaque para a fala de Yelena (Florence Pugh) que diz: “a melhor parte da minha vida foi fake e ninguém me disse nada”. Assim, Yelena chega até mesmo a eclipsar Natasha e os seus fantasmas do passado. Dói nela o fato de ter matado propositalmente uma criança, para atingir um grande inimigo, mas essa crise de consciência não chega a ser tão bem explorada.

Não sei se faltou mais habilidade por parte da diretora para conduzir esses momentos dramáticos de modo a emocionar mais, ou se houve interesse em podar alguma intenção de criar algo mais sentimental. Junte-se a isso o problema de ritmo do filme, que acaba incomodando e gerando um resultado final pouco satisfatório, parecendo mais uma produção feita para cumprir tabela. Nesse sentido, funciona bem como uma maneira de incluir uma aventura da personagem, durante os acontecimentos de CAPITÃO AMÉRICA – GUERRA CIVIL.

Ailton Monteiro

0 comentário em “Resenha de Filme: VIÚVA NEGRA

Comente o conteúdo da postagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: