Resenha de Blu-ray: LOGAN


LOGAN
Produção: 2017
Duração: 137 min.
DireçãoJames Mangold
ElencoHugh Jackman, Patrick Stewart,  Boyd Holbrook, Dafne Keen, Stephen MerchantElizabeth RodriguezRichard E. Grant
Vídeo: 2.39:1 (1080p/AVC MPEG-4)
Áudio: Inglês (DTS-HD Master Audio 7.1), Português, Espanhol, Francês, etc. (Dolby Digital 5.1)
Legendas: Português, Inglês, Espanhol, Francês, etc.
Região: A, B, C
Distribuidora: Fox
Discos: 2 (BD 50GB)
Lançamento: 22/06/2017
Cotações: Som: ***** Imagem: ***** Filme: ½ Extras & Menus: ½ Geral: ****

SINOPSE
Em um futuro próximo, Logan (Hugh Jackman) encontra-se cansado cuidando do doente Professor Xavier (Patrick Stewart) em um esconderijo na fronteira com o México. Mas suas tentativas de se esconder do mundo e de seu legado são viradas de cabeça para baixo com a chegada de uma jovem mutante que está fugindo de forças do mal.

COMENTÁRIOS
Para ler nossa resenha do filme, clique AQUI.

SOBRE O BD
Em Blu-ray, LOGAN chegou ao nosso mercado de home video no último mês de junho em 3 edições: simples (1 disco), dupla (2 discos) e em steelbook (também com 2 discos). Exceto pela embalagem, o grande diferencial entre elas é que as edições duplas incluem, em disco à parte, a versão do filme batizada de “Logan Noir”, em preto e branco. A edição que avaliamos é a dupla exclusiva da livraria Saraiva, cujo estojo elite condiciona os dois BDs e mais 9 cards que retratam Hugh Jackman nas suas diferentes aparições como Wolverine desde X-MEN: O FILME (2000). No verso dos cards constatamos que eles são as peças de um quebra-cabeça que forma um cartaz do filme. Os menus principais dos discos, em português (assim como os pop-up), são animados com cenas do filme, acompanhados por trechos da trilha sonora de Marco Beltrami.

Imagem

Para seu lançamento em Blu-ray, LOGAN recebeu uma primorosa transfer 1080p/AVC MPEG-4 que, além de preservar a sua proporção original de tela 2.39:1, reproduz com perfeição a concepção visual do longa. Em sua versão original de cinema, o filme emprega diferentes paletas de cores de acordo com o local onde se desenrola a ação – de início, tons sépia para o desértico local onde é mantido Charles Xavier, e posteriormente tons mais frios e azulados, que eventualmente darão lugar a cores mais vivas e quentes conforme a trama se desenrola. Em todas essas variações cromáticas, o nível de detalhes permanece sempre uniformemente elevado, destacando detalhes faciais, de vestuário e até mesmo os resultados gráficos dos ataques de Logan/Wolverine – agora explícitos graças à censura para maiores do longa. A imagem só perde nitidez quando é utilizado o efeito que representa a perda do controle de Xavier sobre seus poderes, porém isto é obviamente intencional. O nível de preto é ótimo, e de modo geral temos uma imagem fílmica (apesar do longa ter sido rodado em 4K com câmeras Arri Alexa XT), livre de quaisquer artefatos ou anomalias digitais. Em suma, uma transferência em alta definição de referência.


Exceto pelo que se refere às cores, a versão em preto e branco “Logan Noir” recebeu uma transfer 1080p/AVC MPEG-4 à altura da que possui o corte de cinema, com alto nível de detalhes, pretos sólidos e excelente contraste. Imagino que a conversão para preto e branco seja bem mais complexa do que simplesmente eliminar as cores, como você pode fazer em sua TV, já que devem ser realçadas as várias gradações de cinza que a imagem irá apresentar. Contudo, não vejo muita utilidade prática nisso além de representar uma mera curiosidade para o fã. Na versão noir, algumas cenas claramente se beneficiam de um maior brilho (como se pode notar nas comparações de imagem que ilustram esta resenha), contudo, de modo geral, a apresentação visual perde força nos vários momentos onde a cor cria uma ambientação mais envolvente. Isso sem falar nas cenas violentas, onde perdemos boa parte do impacto do sangue e das mutilações (que, aliás, são abundantes).

Som

Se na edição em UHD-BD (4K) lançada nos EUA LOGAN carrega uma potente faixa Dolby Atmos, em Blu-ray, nas 2 versões do filme, temos uma mixagem DTS-HD Master Audio 7.1 (em inglês) que não fica muito atrás, e certamente agradará aos mais exigentes. A clareza dos diálogos, assim como a fidelidade de reprodução sonora, é excelente, com ampla distribuição dos efeitos direcionais por todo o palco sonoro. Os momentos de ação são especialmente agitados e dinâmicos, com todos os canais surround atingindo seu potencial. Já nas cenas mais calmas, o sound design reproduzido pela faixa cria uma experiência auditiva muito imersiva. Estão disponíveis dublagens Dolby Digital 5.1 em português e outros idiomas (obviamente de qualidade inferior), assim como legendas correspondentes.

EXTRAS
Todos os vídeos dos extras de LOGAN estão em full HD com legendas em português. Já as legendas dos comentários em áudio, como de hábito, foram “esquecidas” pela Fox.

  • Comentários em Áudio do Diretor – Tanto a versão de cinema (disco 1) como a versão noir (disco 2) podem ser assistidas acompanhadas por esta faixa de comentários do diretor e roteirista James Mangold, que além de trazer várias informações relevantes sobre a produção, é bem enfático sobre como o seu filme se diferencia do padrão típico das várias aventuras de super-heróis lançadas anualmente. Como não tem legendas, somente será apreciada por aqueles que dominam o inglês;
  • Logan: Sem Volta (76:05 min.) – Making of muito bom dividido em seis segmentos, dedicados a aspectos específicos da produção (elenco, história, trilha sonora, desenho de produção, dublês e cenas de ação, encerramento das filmagens e despedida de Hugh Jackman do papel). Os featurettes podem ser assistidos isoladamente ou em sequência;
  • Cenas Excluídas com Comentários Opcionais do Diretor James Mangold (7:45 min.) – Temos aqui seis cenas que ficaram de fora do corte final (tanto da versão de cinema como da noir). De modo geral nenhuma delas faz falta, porém meu lado sádico gostaria que a da morte de Caliban tivesse escapado da tesoura. Também aqui os comentários de Mangold não foram legendados;
  • Trailers ( 6:32 min.) – 3 trailers, sendo 2 em versão para maiores;
  • Logan Noir (137 min.) – A versão em preto e branco do filme, já comentada acima.

Jorge Saldanha

Anúncios

Comente o conteúdo da postagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s