Aprovadas duas séries de TV derivadas de X-MEN (ATUALIZADO)


ATUALIZADO em 12/07/2016: A Fox decidiu descartar o projeto da série que teria o Clube do Inferno como centro da trama, e em seu lugar irá produzir um piloto sobre um casal que descobre que seus filhos possuem poderes mutantes. Forçada a fugir de uma organização hostil do governo, a família irá juntar-se a uma rede clandestina de mutantes e deverá lutar para sobreviver. O piloto será escrito por Matt Nix (Burn Notice), que também será o showrunner da série caso o piloto seja aprovado. Bryan Singer, Simon Kinberg, Jeph Loeb e Lauren Shuler Donner, que seriam produtores executivos de Hellfire, permanecerão com as mesmas funções. Jim Chory, um dos produtores executivos das séries da Marvel para a Netflix, também integrará a produção executiva.

legion_haller


ATUALIZADO em 31/05/2016: Após avaliação positiva do piloto, o canal FX autorizou a produção de uma temporada completa, com oito episódios, da série Legion, spin-off dos filmes da franquia X-Men. A série será focada em David Haller (Dan Stevens, na foto ao lado), um homem diagnosticado como esquizofrênico mas que, após um estranho encontro com outro paciente em um hospital psiquiátrico, começa a perceber que as vozes que ouve e as visões que tem são reais. A estreia está prevista para o início de 2017.


Já há alguns meses a Fox, que detém os direitos da franquia X-Men para o cinema, estava negociando com a Marvel/Disney, que possui os direitos para a TV, a realização de uma série live action ambientada naquele universo. Durante o processo, o reboot de Quarteto Fantástico estreou com uma péssima recepção por parte de público e crítica, e isso de certa forma pode ter facilitado o acordo. Com co-produção da Marvel e Fox, serão produzidas não uma, mas duas séries: Hellfire (focada no grupo de mutantes conhecido como “O Clube do Inferno”, já visto no filme X-Men – Primeira Classe), para o canal Fox, e Legion (que terá como protagonista o mutante David Haller, que nos quadrinhos é filho do Professor Xavier) para o canal FX. A equipe executiva dos programas, encabeçada por Bryan Singer, incluirá, além de outros nomes da Fox já ligados à franquia como Lauren Shuler DonnerSimon KinbergJeph Loeb da Marvel Studios (TV). Esse acordo pode significar uma futura união dos X-Men ao Universo Cinemático da Marvel (MCU), e o citado fracasso do novo Quarteto da Fox também poderá levá-lo de carona. Segundo o Den of The Geek, a negociação também incluiu um novo filme do Quarteto Fantástico produzido pela Marvel Studios (ele seria, inclusive, um dos três novos – e ainda misteriosos – filmes da Fase 4 do MCU já anunciados para 2020). Apesar de o site afirmar que suas fontes são confiáveis, enquanto a notícia relativa ao Quarteto não for confirmada pelos estúdios considere-a como boato. Da nossa parte, ficamos na torcida de que tanto X-Men como Quarteto Fantástico voltem para casa – assim como já fizeram Homem-Aranha, Demolidor, Justiceiro, Elektra, Blade, etc.

2 comentários sobre “Aprovadas duas séries de TV derivadas de X-MEN (ATUALIZADO)

Comente o conteúdo da postagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s