Resenha de Livro: NAS MONTANHAS DA LOUCURA – H.P. Lovecraft


nas-montanhas-da-loucura

Resumo:
Sob o manto glacial da Antártida, uma expedição científica promovida pela Universidade Miskatonic descobre surpreendentes indícios de civilizações muito anteriores à humanidade em nosso planeta. Num misto de horror e ficção científica que chamou de “horror cósmico”, H.P. Lovecraft escreveu um dos grandes clássicos da literatura fantástica do século XX e ofereceu aos leitores uma importante chave interpretativa para toda a sua obra.

Este é um livro que sempre quis ler, e finalmente consegui. H. P. Lovecraft (1890/1937) foi sobretudo um escritor de terror e literatura fantástica (vale lembrar que o famoso livro Necronomicon que aparece, entre outros, nos filmes da série Uma Noite Alucinante e na nova série Ash vs Evil Dead se popularizou por seu intermédio), mas a certo ponto de sua carreira começou a, de acordo com ele mesmo, “cientificar” seus escritos, o que hoje poderíamos chamar de uma espécie de ficção científica.

A história do livro é até relativamente simples (mas nem por isso menos meticulosa): um dos poucos sobreviventes de uma expedição científica à Antártida relata suas desventuras na esperança que isso desencoraje uma nova expedição. Vale lembrar que na época que o livro foi escrito (final dos anos 1920 / início dos anos 1930) as regiões polares eram praticamente as únicas áreas do planeta ainda pouco exploradas.

A certa altura, parte da expedição encontra cordilheiras de montanhas nunca antes vistas, picos gigantescos (de mais de 10.000 metros de altura!) em plena região polar. A isso, segue-se a descoberta nas suas bases de fósseis congelados de uma espécie nunca antes vista, algo entre o reino vegetal e animal. Mas algo acontece, e o acampamento-base perde contato com esse grupo.

O narrador segue então junto com outros para investigar, e encontra um cenário de horror e mistério que envolve a criação da vida por seres primevos. Lovecraft consegue criar uma obra sublime, que nos enche de apreensão: da escalada (aérea) das “Montanhas da Loucura” (gigantescas, aterrorizantes) até a descoberta, nos seus cumes, de um platô com os restos gigantescos de uma antiquíssima civilização, com arquitetura diferente de qualquer coisa que algum dia o ser humano viesse a construir na face da Terra.

Os relatos da exploração das estruturas, da descoberta de antigas pinturas e esculturas nos levam a pensar que, a qualquer instante, “algo” vai sair de alguma abertura escura naquelas antiquíssimas ruinas e atacar nossos exploradores…

Já tinha lido muito sobre esse livro, mas confesso que ele superou minhas expectativas. Poderia contar mais sobre ele, mas estragaria a surpresa. Uma obra que merece ser lida por todos os fãs de ficção científica/terror!

Nota: o diretor Guillermo Del Toro tentou por anos adaptar o livro para o cinema, sendo que o filme começou a ser desenvolvido na Universal. Infelizmente, o estúdio cancelou o projeto (leia AQUI). À época, inclusive, Del Toro disse que uma das razões do cancelamento foi o lançamento do Prometheus de Ridley Scott, fortemente inspirado no livro de Lovecraft.

Viajante Relativista nº 5

Anúncios

2 Comments

    1. Olá, João! Que eu saiba “oficialmente” não, mas zapeando pelo Youtube achei essa animação curta que resume o livro (atenção: os minutos finais são “liberdade poética do autor da animação): apesar das falas serem em italiano, podes ativar legendas em espanhol: https://youtu.be/xvpBDopIMxw

      Curtir

Comente o conteúdo da postagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s