Notícias

Sci Files: Os Próximos Filmes de STAR WARS


rogue_one_cast
Elenco de Star Wars: Rogue One

Acabou de estrear Star Wars Episódio VII – O Despertar da Força,  tendo como diretor e co-roteirista J.J. Abrams (que criou a versão “American Pie” de Star Trek em dois longas de sucesso). A estimativa dos analistas é que este primeiro capítulo da nova trilogia alcance uma bilheteria de Us$ 2 bilhões.

Antes de chegar a Star Wars, Abrams criou as séries Alias, Lost, Fringe e Alcatraz, entre outras. Também dirigiu ou produziu os filmes Missão Impossível 3, Star Trek, Cloverfield, Super 8, Missão Impossível: Protocolo Fantasma e Além da Escuridão: Star Trek.

O Despertar da Força se passa 30 anos depois de O Retorno de Jedi, e ignora dois desdobramentos importantes dos eventos mostrados naquele filme: Leia deveria ser uma Mestra Jedi, e uma nova Ordem Jedi já deveria estar estabelecida. Além disso, a nova proprietária da franquia, a  Disney, apagou a linha do tempo estabelecida pelo antigo Universo Expandido (1991 a 2014), ao invés de aproveitar tudo o que fora criado. O sucesso da nova trilogia está garantido, mas certamente poderia ser ainda maior se aproveitassem fatos como a Guerra Vong ou a Segunda Guerra Civil.

De qualquer maneira, a Disney prepara outros filmes baseados no Universo e personagens da saga, que serão exibidos consecutivamente até 2020. As produções já confirmadas são:

  • Star Wars: Rogue One (2016) – situado entre os Episódios III e IV, o filme do diretor Gareth Edwards (Godzilla) vai mostrar  o roubo dos planos da Estrela da Morte original (na cronologia apagada, o roubo ocorre no jogo Dark Forces, de 1992, onde temos a primeira aparição de Kyle Katarn);
  • Star Wars Episódio VIII chega em 2017, tendo Benicio Del Toro como novo vilão;
  • Star Wars: Han Solo estreia em 2018, contando a origem de, obviamente, Han Solo;
  • Star Wars Episódio IX chega em 2019, com direção de Colin Trevorrow (Jurassic World), para fechar a nova trilogia;
  • Star Wars: Boba Fett chega em 2020, e deverá ser o spin off mais interessante.

A Disney poderia aproveitar os períodos de Kotor – Guerra Mandaloriana, Guerra Civil Jedi (Darth Revan), Satele Shaw e Cade Skywalker – para fazer trilogias, mas a onda dos reboots atingiu Star Wars. Felizmente alguns elementos do antigo Universo Expandido (agora rebaixado à condição de “Lendas de Star Wars“) permanecem sendo utilizados na serie Rebels.

Mas mesmo com os danos causados pela Disney, os fãs terão muitos – e, espera-se, bons – filmes para assistir.

Fontes:

https://pt.wikipedia.org/wiki/J._J._Abrams
http://www.adorocinema.com/noticias/filmes/noticia-117091/?page=9

Trailer:

Guilherme da Costa Radin

7 comentários em “Sci Files: Os Próximos Filmes de STAR WARS

  1. Fabiano

    Sempre me da uma agonia quando tentam fazer reboots, espero que, tudo que tenha sido deixado de lado, seja efetivamente irrelevante….

    Curtir

    • Bem, mas isso não afeta diretamente os filmes, já que o que foi “zerado” foi o Universo Expandido (livros, quadrinhos e games). Tudo o que apareceu nos filmes continua valendo. Aliás, como não poderia deixar de ser, este Episódio VII é continuação do Episódio VI, só que passado obviamente 30 anos depois.

      Curtido por 1 pessoa

  2. edilson273

    CUIDADO, SPOILLERS!
    Achei o filme péssimo! Um atentado aos fãs que desejam assistir a um filme com novos e intrigantes desvendamentos! Não uma repetição “overizada” de elementos que deram certo no genial primeiro filme. Outra Estrela da Morte, outra trincheira, outro buraco como ponto fraco, outro escudo a ser desligado, outro confronto familiar numa ponte, outro regaste na nova Estrela da Morte, outro planeta deserto com outro robô engraçadinho e assobiador e outro jedi enrustido, outra cantina com banda esquisita, outro ET baixinho tipo Yoda, outro vilão com máscara e voz metálica, outro vilão tipo Imperador (até com música semelhante), senado sendo dissolvido (desta vez literalmente)…

    Amei ver as guerras em 3D. E só. George Lucas fez muita, muita besteira, especialmente no Ep. I, mas pelo menos teve a coragem de ousar. Fez uma nova trilogia com características próprias (Ep. I, II e III). Agora vem este JJ e usa a mesma fórmula de seu Star Trek: um semi-reboot para angariar as novas gerações e matar a saudade dos antigos. Tudo bem. Mas cadê a criatividade. Sinceramente, até aqueles dois longas ridiculamente infantis com os Ewoks em Endor foram mais ousados. Até mesmo o famigerado Holiday Special foi mais criativo – uma porcaria, é verdade, mas não se deve esquecer que foi nele que Boba Fett apareceu! A Disney esnobou um material excelente do UE para repetir a mesma coisa do Ep. IV! Pra que? Eles podem pagar os melhores roteiristas do mundo. E como o Lawrence Kasdan topou isso? Tenho minhas teoria$! E como será o Ep. VIII? Uma versão over de Império Contra-Ataca? E no IX? Uma nova Estrela da Morte em construção e uns bichinhos de pelúcia ajudando a Resistência com armas rudimentares?

    E as falhas científicas? No universo SW a ciência muitas vezes é colocada de lado em nome do aspecto fábula da saga. Mas algumas falhas são um atentado a quem tem um mínimo de conhecimento básico na área. Só algumas básicas: som no espaço tudo bem. Sempre teve. Saltos no hiperespaço sem consequência nenhuma espaço-temporal, sempre teve. Qualquer planeta respirável e com a mesma gravidade, faz parte! E por aí vai… Agora, um sabre luz cujo o laser crepita como fogo. Pô, laser é uma luz concentrada! Esta é grande diferença dele para as demais fonte de luz e calor. Foi o grande tchan da saga numa época em que este tipo de luz era um marco de progresso para a humanidade. Por isso o laser é uma das mais importantes invenções humanas. Queriam fazer um sabre de luz com efeito legal? Fizessem um diferente, como o de Darth Maul em Ep. I. Mas tudo bem. Licença poética para um efeito legalzinho. Mas… um planeta-Estrela da Morte que lança raios que atravessam a galáxia quase que instantanemante? (Que foi construído sem que a República soubesse!). Um sistema solar sendo destruído e visto a olho nu de outro? Aquele planeta tipo Coruscant? Era ou não era Coruscant? Era a sede do Senado. Então devia ser! Se nos livros do novo UE explica isso, vou ter que compra-lo para $aber? E se depois a franquia for vendida sei lá pra quem e o UE virar lenda novamente? $acanagem!

    E a trilha sonora? Ela sempre foi um personagem à parte nos filmes. Agora é meramente incidental. Nenhum tema novo ou legal. As melhores partes da OST ocorrem quando tocam algum tema já conhecido, como o da Força, o de Leia ou discretamente o de Vader. Já ouvi a trilha várias em casa para ver se descobria algo interessante e… nada! Até John Williams foi repetitivo e sem criatividade. Ah… que saudade de Lucas, dos midi-chlorians. Até do imbecil do Jar Jar Binks me deu saudade! Tio Lucas, me perdoe por tudo que já falei mal de você!

    Apesar de tudo, já vi o filme duas vezes e ainda verei uma terceira. Só pelo visual mirabolante que me lembra os games clássicos, como X-Wing, Rebel Assault ou Rogue Squadron. O visual é a única coisa que presta neste filme em minha humilde opinião. Vai ver que era isso o que a Di$ney queria: um espectador pato que voltasse ao cinema várias vezes. Isto é, um espectador Pateta! Mas fazer o que? Sou rato de Star Wars!

    Curtir

  3. A estória não encaixou também quando na “nova geração” (final do episódio 3) Padmé morre no parto, mas no episódio 5 ou 6, não lembro, acho que a Léia fala que conheceu a mãe, mas Luke não.

    Curtir

    • Essa é só uma das várias divergências entre a trilogia clássica e a trilogia prelúdio. Isso é citado no Ep. VI, já no Ep. V, quando o fantasma de Kenobi fala com Yoda, ele diz que foi treinado por ele, mas pelo que vimos no Ep. I Kenobi foi padawan de Qui Gon… no Ep. IV ele não reconhece o R2-D2… e por aí vai.

      Curtir

  4. João Ferreira

    Nada impede que elementos do universo expandido sejam reaproveitados na cronologia de Star Wars “pós-Disney”.

    Curtir

Comente o conteúdo da postagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: