Resenhas - Séries Séries

Resenha: TERRA NOVA: 1×11 – Within


[SPOILERS] Estes últimos episódios de “Terra Nova” têm sido diferentes. E para melhor. Mas calma. A série não se tornou num “Breaking Bad” do dia para a noite. Nem de perto. Continua a ser povoada de personagens limitados (para ser simpático…), a ter alguns diálogos risíveis (“What you say can and will be used against you”) e a dispersar-se em plots secundários banais e desinteressantes. Porém, nestes últimos episódios conseguiu tornar a sua história mais compacta porque se passou a focar nos (poucos) pontos positivos que a série consegue ter: a sua mitologia e os seus melhores personagens (Taylor, Skie, Mira e Lucas).

Desta feita, e tal como no episódio anterior, o plot A foca-se no espião e na descoberta de quem ele (neste caso, ela) é na realidade. Foi bom que a questão tivesse sido resolvida de forma tão célere. No episódio anterior deram-nos a conhecer que a Skye (Allison Miller) é a espia e quais as razões que a levaram a tal atitude, mas decidiram manter essa informação escondida dos personagens. Neste, os personagens ficam a saber exactamente o que nós, espectadores, já sabíamos e isso permite a que a narrativa flua de forma mais aberta, não havendo aquela reacção natural de estarmos a revirar os olhos de cada vez que os personagens não se apercebem da verdade por um mero desencontro ou por simplesmente não estarem com atenção suficiente ou não serem suficientemente espertos. Assim, surge a oportunidade de que o foco sejam os dilemas resultantes da descoberta e a narrativa ganha com isso.

Além disso, o principal antagonista da história, o Lucas (Ashley Zukerman), tem oportunidade de se revelar verdadeiramente e mostrar o porquê de ter esse papel. Ele consegue finalmente o seu objectivo, o de fazer com que o portal passe a enviar também pessoas para 2149, e, mais que isso, alcançar a tão desejada vitória (nem que seja apenas moral) sobre o seu pai. Agora a porta está entreaberta para que os grandes vilões da história possam usar e abusar do portal para extrair todos os recursos possíveis existentes no passado, pelo caminho destronar o Taylor (Stephen Lang) e, quem sabe, até destruir Terra Nova (se bem que fica a questão: se a ameaça é assim tão grande, porque não simplesmente desactivar o portal ou até mesmo enterrá-lo?).

No que diz respeito ao plot B, este foi, tal como, infelizmente, a série nos habituou, duma banalidade tremenda. Revolve, claro, em torno de um dos membros mais novos da família Shannon, concretamente a Maddy (Naomi Scott), que ficou sem bateria na sua versão híper-mega-avançada de iPad que existe em 2149 e só lhe falta um “bocadinho assim” (imaginem-me a fazer o gesto com os dedos) para cometer suicídio por já não saber como viver (*sarcasmo*). Tal como já tinha mencionado em críticas a episódios anteriores, claramente os Shannon são o que de pior esta série tem para oferecer e os enredos em torno dos filhos são sempre descartáveis, desinteressantes e todas as outras palavras com prefixo des- que se lembrem. A minha sugestão, caso a série alguma vez tenha oportunidade de vir a ter uma segunda temporada (o que nunca acontecerá), seria optarem por fazer dos miúdos o pequeno-almoço de qualquer T-Rex.

Para finalizar um pequeno apontamento à cena inicial do episódio: para uma série que depende tanto dos efeitos especiais, para quê gastar uma porção do orçamento a fazer uma cena com Pterodáctilos quando a mesma nem sequer vai ter relevância para a história?! Autêntico desperdício de dinheiro… E, já agora, como é que ninguém se apercebe da presença de dois animais gigantescos (cujas estimativas apontam para que pesassem mais de 20 toneladas) mesmo ali ao lado? Só um passo dum bicho daqueles chamaria certamente a atenção a quilómetros de distância… Claro que estou a ser sarcástico e não literal, mas um bicho daqueles passar despercebido ali tão perto é algo completamente ridículo.

ZB
Via [TVDependente]

4 comentários em “Resenha: TERRA NOVA: 1×11 – Within

  1. Bassvix

    “(se bem que fica a questão: se a ameaça é assim tão grande, porque não simplesmente desactivar o portal ou até mesmo enterrá-lo?).”
    Não estamos falando de um StarGate para enterrar :), até então o que foi comentado é que o portal foi criado para “estabilizar” a fenda que existe. O Lucas fala no final para não destruírem o portal por que senão poderiam fazer com que se fechasse a fenda de 2149 com o passado, oras, tem algo errado, sem a existência do portal foi falado que não havia como prever onde as pessoas parariam, que inclusive uma peregrinação teve gente parando dentro de um lago, então o portal é um mero funil para todo mundo passar e sair no mesmo lugar, não faz diferença ter ele ou não.

    Tenho duas teorias sobre outros dois tópicos:
    1 – dinossauros e etc tímidos: é simples, colocam poucos só para dizer que tem, que se passa na época deles, mas o enfoque não são eles, a não ser um episódio ou outro que aparecem como personagens. Se eles ficassem aparecendo toda hora certamente iam falar mal da série dizendo que lembrava Jurassic Park.
    2 – Pra que os Shanons? Só acho uma explicação…novela, existe a trama principal do episódio, mas é preciso uma trama secundária para encher linguiça dos 42 minutos também, mesmo que não acrescente nada que já não saibamos ou apenas algo de menor impacto.

    Curtir

  2. Já existe algum indício de que a série terá uma segunda temporada ou será cancelada?

    Curtir

  3. Paulo Cirino

    Apesar do resenhista ver qualidades neste episódio, infelizmente não consegui ver a mesma coisa. Continua fraquissimo e com um enredo pifio. Realmente os pterodatilos no inicio foi um tremendo desperdicio, mas se analisarmos a série até agora, tudo tem sido um desperdicio. As histórias da familia Shanon de fato, são absolutamente descartaveis. Melhor seria fazerem menos episódios, e capricharem nos que forem ao ar, com enredo mais substancial, eliminação de personagens inuteis (como o cara das trocas, o muambeiro de pantão, e, infelizmente toda a familia Shanon). Com relação a segunda temporada, não me admiraria se houvesse, lembram-se de FALING SKIES?…….

    Curtir

Comente o conteúdo da postagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: