Artigos Filmes Séries

Vampiros!


Luke Wilson no episódio "Bad Blood" de Arquivo X

No episódio da quinta temporada de Arquivo X “Bad Blood”, Fox Mulder e Dana Scully realizam uma investigação numa cidade que, depois eles descobrem, é povoada por vampiros. É um episódio mais hilário do que assustador, pois os eventos são contados sob os pontos de vista distintos dos dois protagonistas, sendo que cada um viu apenas parte do que ocorreu naquela confusa investigação. Para variar, enquanto Mulder acredita na existência dos vampiros, Scully tem uma opinião bem diferente.

Este episódio, juntamente com o episódio da segunda temporada “Blood” e tantas outras obras que trazem os vampiros como tema, talvez não existisse caso Bram Stoker (1874-1912) não tivesse escrito o livro “Drácula”, misturando o mito dos vampiros com a história de Vlad, o Empalador. Vlad Drácula (pronuncia-se Dracúla) ou Vlad, o Empalador, foi um príncipe vivo e real que nasceu na Transilvânia em 1431, na cidade de Sighisoara. Seu pai, Vlad Dracul (Vlad, o Demônio) foi um membro da Ordem do Dragão, que simbolizava um pacto de luta eterna contra os turcos. O nome Dracul, que significa dragão ou demônio, tornou-se o símbolo de seu pai porque ele usava a efígie do dragão em suas moedas. Com apenas 13 anos Dracula foi capturado pelos turcos, que o ensinaram a torturar e empalar pessoas. Foi no seu reinado na Wallachia, de1456 a1462, que realmente teve a chance de usar seus conhecimentos.

Gary Oldman como o Drácula de Bram Stoker

O outro nome de Drácula, Tsepesh (ou Tepes), significa empalador. Vlad era chamado assim por sua propensão para o empalamento como punição para seus inimigos. O atual castelo de Drácula fica no norte da Wallachiana, cidade de Tirgoviste. Vlad Tsepesh morreu em 1476 enfrentando os turcos. Sua tumba foi aberta em 1931. Centenas de filmes, histórias em quadrinhos, livros e jogos foram produzidos baseados principalmente na obra de Stoker. Os atores Bela Lugosi e Christopher Lee estão entre os melhores intérpretes de Drácula, e o diretor Francis Ford Coppola fez uma excelente adaptação cinematográfica em 1992.

O personagem Conde Dookan, de Star Wars Episódio II – O Ataque dos Clones (2002), recebeu o termo “conde” para homenagear as atuações de Lee como o Conde Dracula, a partir do final dos anos 1950 e até os anos 1970. Ainda em Star Wars, George Lucas criou para o Episódio III – A Vingança dos Sith, um alienígena que tem seu visual inspirado no vampiro Nosfetaru do clássico filme alemão homônimo de 1922. Em 1985 Tobe Hooper dirigiu Força Sinistra, baseado no livro de Colin Wilson “Vampiros do Espaço”, no qual a Terra é ameaçada por criaturas semelhantes a grandes morcegos. Os alienígenas podem se apossar de corpos humanos, e ao invés de sugar o sangue das vítimas, alimentam-se de sua força vital. O filme, que inclui no elenco Patrick Stewart antes de ser o Capitão Picard de Jornada nas Estrelas: A Nova Geração, é uma curiosa mistura de space opera, vampiros, zumbis e apocalipse, mas que fracassou nas bilheterias.

Durante a década de 1990, poucas produções com vampiros merecem destaque. A melhor de todas foi mesmo Drácula de Bram Stoker, de Coppola (1992). Na TV Buffy, A Caça Vampiros (1997 a 2003) e sua spin-off Angel (2000 a 2004) se destacaram. O vampiro Drácula enfrentou Buffy no primeiro episódio do quinto ano da série, e se em Arquivo X Mulder e Scully tiveram sorte de só toparem com vampiros de segunda categoria, Buffy teve que enfrentar nada menos que o mais poderoso deles.

A trilogia de filmes Blade, que iniciou em 1997, também trouxe Drácula para enfrentar o herói meio homem, meio vampiro em seu último filme. Em 2006 foi produzida para a TV  Blade – A Série, que não foi renovada para a segunda temporada apesar de ter muito potencial. Atualmente está em produção o quarto filme da série Underworld – Anjos da Noite, que mostra um confronto milenar entre vampiros e lobisomens. Esta franquia, apesar de não ser uma obra-prima, merece ser conferida nem que seja pela beleza das atrizes Kate Beckinsale e Rhona Mitra, que protagonizou o terceiro longa. Beckinsale vai retornar no proximo longa da franquia, enquanto Mitra esteve em 2010 na série de vampiros The Gates, da Fox, também cancelada com apenas uma temporada.

A série Supernatural também utiliza vampiros em alguns capítulos, porém hoje há vários programas dedicados integralmente a eles.

True Blood: Sookie ama o vampiro Bill, mas também não dispensa o dentuço Eric

True Blood, série da HBO criada por Alan Ball baseada na série de livros The Southern Vampire Mysteries, de Charlaine Harris, traz romances vampirescos mas regados com muito sexo e violência. O programa fala sobre a co-existência de vampiros e humanos em Bon Temps, pequena cidade fictícia localizada em Louisiana. A série é focada em Sookie Stackhouse (Anna Paquin, de X-Men), uma garçonete telepata que se apaixona pelo vampiro Bill Compton (Stephen Moyer). A série é um dos maiores sucessos da HBO, tendo conquistado vários prêmios Emmy, Globo de Ouro e Satellite Awards, e já está renovada para a quinta temporada, que estreia em 2012. Anna Paquin está em seu papel mais sensual até o momento, mostrando seu corpo em cenas tórridas de sexo.

Os vampiros nunca mais serão os mesmos após os livros da saga romântica iniciada com Crepúsculo (Twilight, 2005), de Stephenie Meyer, que tem sido adaptados com sucesso para o cinema. No primeiro volume Bella Swan é apresentada ao leitor, como uma estudante que se muda de Phoenix, Arizona, para Forks, Washington, colocando a sua vida e a de sua família em risco ao apaixonar-se pelo vampiro Edward Cullen. O romance ganhou diversos prêmios e foi adaptado para o cinema, bem como suas continuações Lua Nova e Eclipse. A primeira parte de “Amanhecer”, que encerra a série, estreará nos cinemas brasileiros dia 18 de novembro.

Só em Crepúsculo é possível namorar um vampiro à luz do dia

No rastro de Crepúsculo veio The Vampire Diaries, série de televisão desenvolvida por Kevin Williamson, baseada em livros de L. J. Smith. O programa acompanha Elena Gilbert (a bela Nina Dobrev, que nada fica a dever a Sarah Michelle Gellar de Buffy), que se envolve em um triângulo amoroso com os irmãos vampiros Stefan (Paul Wesley) e Damon Salvatore (Ian Somerhalder). A série também enfoca a vida dos amigos de Elena e outros habitantes da cidade fictícia de Mystic Falls, Virgínia, e já está na terceira temporada. No Brasil é exibida pelo Warner Channel.

Split (חצויה, no original) é uma série israelense dirigida por Shai Kapon, que começou a ser exibida no Brasil através do canal Boomerang em 3 de junho de 2010. Ela já conquistou um certo público, mas certamente está longe de ser um sucesso como Crepúsculo, True Blood e The Vampire Diaries. Sua trama possui similaridades com as primeiras temporadas de Buffy, já que a ação se desenrola numa escola, trazendo romance entre humanos e vampiros adolescentes.

Joss Whedon, o criador de Buffy e Angel, atualmente é responsável pela direção do longa de Os Vingadores, da Disney/Marvel e Paramount, mas seria interessante se ele realizasse o sonho dos fãs e produzisse uma nova série derivada de Buffy com os personagens Spike ou Faith. hà lagum tempo foi anunciada uma refilmagem de Buffy para o cinema, mas sem qualquer participação de Whedon e com outra atriz no papel principal. O certo seria fazer um novo filme estrelado por Sarah Michelle Gellar que se passasse alguns anos após o encerramento da série. O remake, sem Gellar e Whedon tem grandes chances de ser fraco e tosco.

De qualquer maneira os fãs de vampiros podem ficar aliviados, pois existem muitas produções em andamento, seja no cinema ou na televisão. Porém, que no lugar dos “Bambis” de Crepúsculo venham vampiros sanguinários e terríveis como os de 30 Dias de Noite (2007), com Josh Hartnett e Melissa George de Alias, ou mesmo como os do remake A Hora do Espanto (2011), com Colin Farrell.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/The_Vampire_Diaries_(s%C3%A9rie_de_televis%C3%A3o)
http://pt.wikipedia.org/wiki/Crep%C3%BAsculo_(livro)
http://pt.wikipedia.org/wiki/True_Blood
http://pt.wikipedia.org/wiki/Split_(s%C3%A9rie_de_televis%C3%A3o)

Guilherme da Costa Radin

3 comentários em “Vampiros!

  1. Poxa… e os Vampiros da Anne Rice?? “Entrevista com o Vampiro” foi um filmaço… Tá “A Rainha dos condenados” nem tanto… mas o livros merecem pelo menos uma menção, né?

    Curtir

  2. Erdnaxela

    Também vale uma menção do recente (2008) sucesso sueco Deixa-me Entrar (Låt den rätte komma in), pela originalidade. Ganhou “versão-americana-não-tão-boa-quanto”

    Curtir

  3. Erdnaxela

    É claro que não da pra lembrar de todos num artigo só. mas outro bacana é Daybreakers.

    Curtir

Comente o conteúdo da postagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: