Resenhas - Séries

Resenha: TERRA NOVA: 1×05 – The Runaway


[SPOILERS] By the power vested in me, I now pronounce “Terra Nova” the “FlashForward” of 2011/2012 season. Nas recentes temporadas parece ser norma haver uma série de ficção científica a querer emular o sucesso recente de outras séries do género e que apesar de uma boa premissa, bons valores de produção, elenco competente e de gerar bastante buzz por essa internet fora criando expectativas para aquilo que pode vir a ser como produto televisivo, facilmente cai em desgraça assim que os seus episódios vão sendo revelados semana após semana. Dentro deste perfil encontramos “FlashForward” na temporada 2009/2010, depois “The Event” na temporada 2010/2011, e, nesta temporada, “Terra Nova”.

“Terra Nova”, tal como as outras duas séries referidas no parágrafo anterior, está a tornar-se um fardo (Vítor, vai-te preparando). Os valores de produção mantêm-se bons e o elenco continua com um desempenho bastante competente mas o aproveitamento da sua boa premissa tem sido limitado e as expectativas iniciais mutaram-se em suspiros de desapontamento. A história é, neste momento, frágil e nada do que a série quer enaltecer parece ter força suficiente para a levar a outro nível.

Neste episódio, temos oportunidade de conhecer um pouco melhor os misteriosos Outros Sixers, cuja linha de argumento se revela como aquela que maior relevo terá ao longo desta temporada. São-nos fornecidos mais alguns detalhes sobre esta misteriosa facção que decidiu abandonar Terra Nova, como:

  • O facto de existirem pessoas importantes no futuro que não estão muito interessadas em ter o Comandante Taylor (Stephen Lang) à frente da Terra Nova;
  • O facto de Terra Nova não ser apenas aquilo que aparenta ser (nem o próprio Comandante Taylor);
  • Que quem vem para o passado já não consegue regressar ao futuro (sinceramente, não me lembro se isto já tinha sido mencionado ou não);
  • Que os Sixers vivem por entre as copas das árvores (o que seria de esperar, a não ser que quisessem servir de refeição a qualquer dinossauro);
  • Que existe uma misteriosa caixa que pode conter a chave para alguns segredos.

Devo dizer que o meu interesse nos Sixers e na sua história é limitado, mas a forte presença que a sua líder tem nas cenas em que entra deixa-me mais pró-Sixers do que tudo o resto. É pena que as personagens nesta série sejam basicamente pedaços de cartão ou poderíamos ter na Mira (Christine Adams), caso a mesma ganhasse mais algum destaque dentro da história, uma boa sucessora para um… sei lá… Benjamin Linus (difícil, eu sei…).

Quanto ao resto… nem sei se valerá a pena mencionar. À semelhança do que acontecia em “No Ordinary Family”, o facto de querer agradar a gregos e troianos e de ter sido pensada como uma série para toda a família levam a que “Terra Nova” se deixe facilmente cair em banalidades, especialmente no que toca às linhas de argumento protagonizadas pelos miúdos. E este episódio não foi excepção.

ZB
Via [TVDependente]

 

2 comentários em “Resenha: TERRA NOVA: 1×05 – The Runaway

  1. Germano

    Para quem viu a série já cancelada Outcasts, é quase a mesma coisa. Enrolaram até o final da temporada e não explicaram quase nada.

    Curtir

  2. Paulo Cirino

    é dificil elogiar um episódio cliche até “a raiz dos cabelos”. Situações óbvias, e uma solução patética. Total desperdicio de dinheiro……ah, e o próximo não melhora em nada. Tão ridiculo qaunto…….

    Curtir

Comente o conteúdo da postagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: