Filmes Resenhas - Trilhas Sonoras

Resenha: The Thing (1982) – Ennio Morricone (Trilha Sonora)


Música composta por Ennio Morricone, produzida e arranjada por Alan Howarth e Larry Hopkins
Selo: Buysoundtrax
Catálogo: BSXCD 8895
Lançamento: 05/10/2011
Cotação: ****½

Ontem eu e um amigo conversávamos sobre aqueles filmes que revíamos, no mínimo, uma vez por ano. Uma coisa que constatamos é que praticamente todos os que estavam em nossas listas de preferidos possuíam trilhas sonoras memoráveis – sem dúvida um dos fatores que nos levou a gostar tanto deles em primeiro lugar. E um dos filmes que ambos assistimos regularmente é O Enigma de Outro Mundo (The Thing, 1982), refilmagem do diretor John Carpenter de O Monstro do Ártico (The Thing From Another World, 1951), de Howard Hawks. O filme de Carpenter não fez sucesso na época de seu lançamento, porém nos anos subsequentes conquistou uma legião de admiradores a partir de suas exibições na TV e lançamentos em home video. Hoje ele é com justiça considerado muito superior ao original, e um clássico moderno do sci fi horror.

Em The Thing pela primeira vez John Carpenter utilizou outro compositor para se encarregar da trilha sonora, e o escolhido foi o lendário Ennio Morricone, a quem o diretor admirava principalmente por seus memoráveis scores para os spaghetti-westerns de Sergio Leone. Como Carpenter e Morricone falavam apenas seus idiomas nativos, a comunicação entre os dois foi complicada, porém conseguiram se entender para estabelecer as bases da música para o filme. Morricone acabou compondo uma grande quantidade de material, enfatizando a sensação de isolamento e paranoia exigida pela trama, porém boa parte dela não foi utilizada na montagem final.

O score de Morricone possui dois estilos bem distintos: o primeiro é a partitura orquestral tradicional, baseada em cordas, e o segundo é a música eletrônica que Carpenter pediu que o italiano compusesse após tocar-lhe sua trilha para Fuga de Nova York. Morricone voltou ao estúdio, dispensou a orquestra e criou músicas adicionais apenas com sintetizadores, entre as quais o memorável tema principal impregnado de sonoridades típicas das trilhas de John Carpenter. Esse tema principal, originalmente batizado como “Desolation”, é baseado em um ritmo pulsante, grave, lento e repetitivo, com sua melodia hipnótica transmitindo ao ouvinte um senso de iminente ameaça. Ele é ouvido pela primeira vez após os créditos iniciais, acompanhando a antológica perseguição de um helicóptero a um cão, em meio à paisagem gelada da Antártida.

O restante da trilha eletrônica, assim como a orquestral, acentua o suspense ou simplesmente cria um caos musical que, aliado à imagens muitas vezes perturbadoras que surgem na tela, proporciona uma assustadora experiência como raras vezes se viu no Cinema. Editada originalmente em LP pelo selo MCA, a memorável trilha sonora de The Thing foi posteriormente relançada em CD pela Varèse Sarabande, que há muitos anos está fora de catálogo. Aproveitando a chegada aos cinemas do prelúdio do filme de John Carpenter, seu colaborador habitual, o compositor, sound designer e tecladista Alan Howarth, juntamente com Larry Hopkins, supervisionou a recriação e a regravação do score, disponibilizado para download digital e em uma tiragem limitada de 1.500 CDs pelo selo Buysountrax.

Howarth buscou reproduzir os sons e a interpretação das gravações originais, e de modo geral foi bem sucedido. Claro que aqueles bem familiarizados com a versão original perceberão diferenças – eu, particularmente, acho que o tema principal, como ouvido na antiga gravação, é imbatível. Mas esta nova edição tem lá suas vantagens: além de as faixas estarem organizadas na ordem em que são ouvidas no filme (no caso das que não foram utilizadas, na ordem em que deveriam tê-lo sido), e foram incluídas algumas composições eletrônicas adicionais de Carpenter e Howarth, como a dos créditos iniciais que acompanha a chegada da nave da criatura à Terra. Assim como no filme ela é seguida pelo tema principal de Morricone, o que cria uma experiência auditiva superior. Também como no filme, o álbum se encerra com a reprise do tema, porém aqui em uma versão com pequenas diferenças de arranjo. O CD é acompanhado de um encarte com extensas notas do especialista Randall D. Larson. Altamente recomendado.

Faixas
1. Main Title (John Carpenter/Alan Howarth)
2. Main Theme – Desolation *
3. Humanity 2
4. Despair
5. Humanity *
6. Shape 3:18
7. Burn It ((John Carpenter/Alan Howarth)
8. Solitude *
9. Fuchs ((John Carpenter/Alan Howarth)
10. To Mac’s Shack *
11. Wait
12. Sterilization
13. Eternity *
14. Contamination
15. Bestiality *
16. Main Theme – End Credit

* Clipes de áudio

Duração: 60:45

Jorge Saldanha

2 comentários em “Resenha: The Thing (1982) – Ennio Morricone (Trilha Sonora)

  1. Pingback: Página não encontrada | SCI FI do Brasil

  2. Pingback: Resenha: O Enigma de Outro Mundo (Blu-ray UK) | SCI FI do Brasil

Comente o conteúdo da postagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: