Resenhas - Filmes

Resenha: Halloween II


halloween-ii-2009HALLOWEEN II (Halloween II, EUA, 2009)
Gênero: Terror
Duração: 105 min.
Elenco: Tyler Mane, Malcolm McDowell, Brad Dourif, Scout Taylor-Compton, Sheri Moon Zombie, Danielle Harris, Brea Grant, Margot Kidder
Compositor:  Tyler Bates
Roteirista:  Rob Zombie
Direção:  Rob Zombie
Cotação: **½

Os primeiros 25 minutos estão entre os mais impressionantes do cinema de horror contemporâneo, mostrando uma noite de chuva intensa como pano de fundo para o ataque sangrento de Michael Myers, um dos psicopatas mais famosos da história do cinema. Se todo o filme seguisse o mesmo grau de excelência, HALLOWEEN II (2009) seria um clássico instantâneo. Mas como Rob Zombie tem a tarefa de também contar uma história, logo o filme volta a ficar próximo do normal, ainda que seja uma obra bastante pessoal, lembrando os primeiros filmes do diretor – A CASA DOS 1.000 CORPOS (2003) e REJEITADOS PELO DIABO (2005).

HALLOWEEN (2007), o filme que deu início ao reboot da franquia do assassino, havia sido interessante enquanto mostrava a infância de Michael Myers. Depois, se tornaria mais um slasher como outro qualquer. Nesta segunda parte, ainda que preso a um personagem criado por outra pessoa (John Carpenter, no caso), Zombie faz uma obra ainda mais autoral. O que não deixa de ser uma surpresa para um filme que narra basicamente os ataques do assassino a suas vítimas e o desespero da irmã de Myers e seu pai adotivo ao saber que ele está novamente à solta.

A trama propriamente dita começa dois anos após os eventos mostrados no primeiro filme, poucos dias antes do próximo Halloween. A irmã de Myers, Angel, é a protagonista. Quem também retorna em papel de destaque é o psiquiatra que conheceu a fundo o psicopata, interpretado por Malcolm McDowell. Ele acabou de escrever um livro e o está lançando no dia de Halloween para ganhar dinheiro em cima das atrocidades.

Há um curioso anacronismo. Ao mesmo tempo em que os televisores são antigos e passam programação da década de 1970, na sequência em que vemos a casa do psiquiatra, há um televisor gigante de LCD – ou algo parecido. Esse recurso de deslocamento temporal que nos deixa confusos também podia ser sentido nos dois primeiros filmes de Zombie. Até mesmo a fotografia lembra a de alguns exemplares do horror rural americano do período. E um personagem-chave de A CASA DOS 1.000 CORPOS aparece na sequência da festa à fantasia.

Felizmente a cópia a chegar aos cinemas brasileiros não sofreu os cortes que ocorreram quando da exibição do primeiro filme. A violência brutal de Michael Myers está presente dessa vez de forma integral.

Ailton Monteiro
[via ScoreTrack.net]

2 comentários em “Resenha: Halloween II

  1. Pingback: Resenha: Halloween II | Movies Online

  2. NÃO SOU MÉDICO, MAS VOU DISPENSAR…KKKKKKK

    Curtir

Comente o conteúdo da postagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: