Resenhas - Séries Séries

Resenha: Stargate Universe 1×09 – Life


sgu1x09a Eu realmente gostei deste episódio, foi completamente diferente de qualquer coisa que se espere de um episódio da franquia Stargate e por isso muitas pessoas vão criticá-lo e detestá-lo. “Life” tratou da vida de todos, não só dentro da nave como também na Terra, e foi importante para o desenvolvimento de vários personagens que haviam sido deixados de lado até agora (ah, e só para lembrar, teve Lésbicas em Stargate!!!).

Muita gente tem criticado o excesso de sexo na série, e apesar deste episódio ter tido algumas cenas de sexo elas não foram gratuitas e serviram para mostrar como algumas pessoas estão fazendo para suportar a situação que se encontram. Além disso, pela primeira vez na franquia nós tivemos cenas gay, quando a personagem Camile Wray usou as pedras de comunicação para voltar para casa e encontrar a sua esposa. O lesbianismo em Stargate foi um tanto quanto inesperado (mesmo que eu já soubesse disso pelo perfil dos personagens), porque eu não esperava que eles fossem ir além do que foi sugerido em “Light“, mas o relacionamento entre a Camile e a esposa foi tratado de forma tão natural que as cenas das duas juntas chegaram a ser bonitas, transmitindo muito carinho e amor além do sofrimento da personagem por estar naquela situação. As cenas dela também foram legais porque finalmente a personagem está ganhando mais espaço e sendo desenvolvida.

sgu1x09b Outra coisa interessante foi o Scott descobrindo que aquela garota que ele havia engravidado quando adolescente não havia abortado como ele achava, e que ele é pai de um menino chamado Matthew. Essa informação o desestabilizou completamente, porque na situação que ele se encontra ele nunca poderia conhecer o filho, nem o garoto poderia conhecer o pai, e eles mostraram essa dor que ele estava sentindo, a raiva por só descobrir agora sobre o filho, o medo e mais uma avalanche de sentimentos de maneira muito tocante quando o Eli tentou conversar com ele.

sgu1x09c E finalmente algo que eu esperava ver desde o final de Earth foi a revelação:  Telford não sacaneou o Young tanto quanto agente achava que ele havia feito, ele não se passou pelo Young, apenas se tornou amigo da esposa dele e contou mentiras sobre ele ainda estar transando com a TJ, o que fez com que o Young partisse a cara do Telford numa interessante jogada com as pedras de comunicação.

sgu1x09 Mas uma das coisas mais interessantes do episódio – e também uma das mais banais – foram as cenas da rotina dentro da nave, com todos fazendo exercício para tentar se manter em forma e ocupar o tempo, com o trabalho deles tentando cultivar alimentos e a frustração por não estar dando muitos resultados. E a avaliação psicológica que a TJ estava fazendo com toda a tripulação foi perfeita para mostrar isso, pois nos permitiu conhecer um pouco mais a fundo vários personagens secundários, seus medos, desejos, frustrações e a forma como eles estavam lidando com a situação.

sgu1x09f Life” também foi importante por o Rush ter descoberto uma cadeira dos Antigos, que é uma versão arcaica do repositório de informação dos Ancients que quase matou o Jack O’neill em SG-1 e acabou por revelar os Asgards para nós. O embate entre o Young e o Rush sobre usar ou não a cadeira foi uma verdadeira luta entre titãs que o Young ganhou porque o Rush não tinha coragem de sentar ele mesmo na cadeira, e isso fez com que ele inventasse uma mentira das grandes para tentar criar esperança na tripulação e motivá-los a trabalharem ao dizer que dentro de um ano eles entrariam no alcance de um planeta parecido com o Ícaro e que eles poderiam usar aquele planeta para voltar para a Terra. Só que o Eli descobriu a mentira e contou para o Scott e para o Young, e a Camile acabou descobrindo por estar na hora certa e no lugar certo, isso acabou deixando o Scott e a Camile completamente despedaçados, pois toda a esperança deles foi jogada fora…

sgu1x09dUma das poucas coisas que ninguém pode reclamar em SGU é da trilha sonora, mesmo não tendo uma abertura, a série possui uma trilha de ópera espacial bonita e que é sempre acompanhada por músicas que tem tudo a ver com a situação em que eles se encontram, sendo uma trilha completamente diferente do que tínhamos em SG-1 e Atlantis. E neste episódio ela se encaixou perfeitamente com o momento vivido pelos personagens.

sgu1x09e Life” foi um episódio diferente do que se espera de Stargate, mas foi muito legal de assistir de que me deixou animado depois que acabou. Foi corajoso também, porque mostrou de forma aberta um relacionamento lésbico, com beijos e tudo o mais de uma forma e naturalidade que eu nunca tinha visto uma série sci fi mostrar, Na verdade, de uma forma que não me lembro de ter visto em outra série de TV, nem Battlestar Galactica teve a coragem que SGU teve ao tratar relacionamentos homossexuais, e por isso a série merece bastante crédito.

Publicado primeiramente na Toca 42

6 comentários em “Resenha: Stargate Universe 1×09 – Life

  1. Felipe ALberto

    tambem gostei do episódio, mas estava esperando a continuação do episódio ‘time’ , foi muito estranho para mim ele nem terem comentado nada do episódio…

    Curtir

    • Felipe, nos comentários do episodio Time eu postei o websódio Kino que conta a finalização de Time, e oque aconteceu quando o Scott enviou o Kino de volta para o passado…

      Curtir

  2. Swagger

    Estou esperando até agora que realmente começe o Stargate Universe. Desde o primeiro capítulo, só tenho visto eles encherem linguiça com coisas banais.

    Uma pena. Se continuar assim, nem vai ter uma segunda temporada.

    Curtir

    • Swagger, segunda temporada é quase certeza que vá ter porque o Syfy é obrigado por contrato a produzir 2 temporadas de SGU, mas eu espero que todos os defeitos que série tem apresentado já estejam corrigidos até o fim da primeira temporada e a série engrene de vez e tenha mais aprovação dos fãs. Isso provavelmente já deve começar a acontcer agora no próximo episódio ou no máximo na volta das ´ferias quando a ação tão esperada por uma grande parte dos fãs deve tomar mais lugar na série…

      Curtir

      • Swagger

        Daniel

        Assim espero.
        Tenho saudades dos episódios movimentados do SG-1 e SG-Atlantis.
        Quanto a ser interessante (como disseram acima) saber da vida dos personagens, creio que deva ter um limite.
        Se continuar assim, se tornará igual ao LOST. (será que é o mesmo roteirista?) Não esquecendo que em certo momento LOST quase perdeu-se pra nunca mais ser encontrado.

        Cruzemos os dedos!

        Curtir

  3. Pingback: Resenha: Stargate Universe 1×10 – Justice « Sci Fi do Brasil

Comente o conteúdo da postagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: