Filmes Resenhas - Filmes

Avatar – A Prévia


O credenciado dos sites Sci Fi do Brasil e ScoreTrack.net, Alex Oliveira, conferiu as cenas selecionadas de Avatar exibidas no Avatar Day. Saiba o que ele achou!

Filme novo de James Cameron é sempre um evento e o cara sabe disso. Tacou um James Cameron’s antes do título Avatar – o esperadíssimo filme que levou mais de uma década para ser concebido. Mas qual o motivo de tanto hype?

Porque filme novo do James Cameron é sempre sinônimo de uma revolução na “arte dos blockbusters“. O cara tem um ego gigante e adora competir consigo. Aliens foi uma continuação que superou em todos os aspectos o filme original. A saga Exterminador do Futuro entrou no imaginário do cinemão e Titanic foi o evento coletivo da década de 1990: a maior bilheteria, o maior falatório, os inúmeros Oscars. E agora camarão?

Avatar, segundo o maluco, foi concebido há 14 anos atrás quando a tecnologia necessária para a concepção do filme ainda engatinhava. Quando viu o trabalho realizado por Peter Jackson e seu Gollum em O Senhor dos Anéis, o diretor viu que o lance de captura de movimentos para recriar o impossível tinha evoluído. Daí que, nerdaço, bolou um jeito todo camarão (leia revolucionário) de filmar em 3D, chamou a Sigourney Weaver e um bando de futuras estrelas e resolveu criar um mundo todo especial.

Pandora é um planeta todo bonitão habitado por aliens azuis, misto de Smurfs com Thundercats. Do pouco que foi liberado da história, vai rolar meio que um lance de choque de culturas. Jake é o militar terráqueo e arrogante, escolhido para colonizar o planeta e para isto se infiltra entre os azuis. Mas descobre o amor por uma alien (numa vibe Dança com Lobos) e que este lance de imposição cultural não está com nada. História simplona, plot-desculpa para o show de efeitos visuais. Um crítico da “Time” verbalizou: “assistir a Avatar é como sonhar de olhos abertos!”.  Exagero?

Numa estratégia de marketing anti-clímax, a Fox liberou o teaser-trailer antes do tal Avatar Day (onde rolariam sessões de 15 minutos nos IMAX do mundo todo) e não empolgou. Em 2D o filme não funciona, parece videogame. E é aí que reside o plano maléfico de Cameron: lhe obrigar a levantar sua bunda da cadeira, ir ao cinema bam-bam-bam mais próximo e conferir todo o brilhantismo da produção em sua totalidade. Baixar o filme, comprar no camelô da esquina serão todas opções furadas. Pode soar cruel, mas no fundo as intenções são nobres: reviver a magia de entrar numa sala de cinema.

Sobre os 15 minutos é fácil cair no clichê: foi a melhor experiência cinematográfica (de 15 minutos) ever.  A tela gigante e todo o aparato geek potencializam a experiência de desbravar Pandora, que não parece ser um amontoado de pixels e sim um cenário vivo. Os personagens respiram e exalam um realismo impressionante. Para atordoar a plateia, inúmeras cenas de ação rechearam o preview ( o confronto com dinorinoceronte fez meu coração pulsar) e quem viu, saiu boquiaberto. Os fãs do diretor respiram aliviados visto que o cara (ao contrário de George Lucas e uma certa Ameaça Fantasma) não perdeu a mão.

Pouco foi exibido mas é quase certo que teremos um Star Wars para a geração internet. A molecada vai querer se inteirar, formar filas, comprar bonequinhos e o diabo a quatro. Os veteranos terão um novo Cameron para degustar. Geeks, um pretexto para teorias e um novo idioma para aprender. E o cinema-pipoca (e todo o resto, afinal quem paga sua conta?) agradece. O Rei do Mundo (finalmente) levantou do seu trono.

Alex Oliveira

7 comentários em “Avatar – A Prévia

  1. lcmpereira

    Opinião é opinião, mas dizer que “Aliens foi uma continuação que superou em todos os aspectos o filme original” é próximo de uma piada para mim. Ele certamente não poderia superar Alien no quesito originalidade. Mas também não superou em vários outros quesitos, como suspense, enxutez, etc. Alien é um dos filmes que ajudou a redefinir a ficção científica no final dos anos 70. Aliens é uma bobagem divertida, que envelheceu meio mal, e praticamente só supera o original em no. de tiros dados. De Cameron, prefiro O Exterminador do Futuro I (esse sim original) e O Segredo do Abismo (subestimado). Um abraço

    Curtir

  2. Geidson

    Não se pode esquecer de Titanic, que definitivamente foi um grande marco no cinema mundial na década passada.
    Tenho certeza absoluta que Avatar cumprirá ou até mesmo excederá as expectativas, até mesmo estes 15 minutos liberados em cinemas IMAX e 3D já são uma revolução.
    Será esta a tão esperada revolução que irá finalmente mudar a indústria cinematográfica? Ao invés de tentarem coibir os downloads deveriam sim é criar algo inovador, como Cameron está fazendo.

    Curtir

  3. Fabiano

    Pó legal saber disso, e vejam quanto Cameron gastou para que ninguem copiase o filme, deve ter sido infimo o valor que Hollywood invistia, mas farei esse esforço, levantar a bunda e ir aum cinema não é nada agradavel, ainda mais se não for IMAX, porque cinema para mim é sinonimo de baixa qualidade de imagem, espero que isso não se repita neste filme.

    Curtir

  4. Geidson

    Curitiba já tem IMAX! hehehe

    Curtir

  5. Pingback: Veja o novo Trailer de Avatar! « Sci Fi do Brasil

  6. Pingback: Veja novas imagens de Avatar « Sci Fi do Brasil

Comente o conteúdo da postagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: