Resenha: Predadores (Blu-ray)


Produção: 2010
Duração: 107 min.
Direção: Nimród Antal
Elenco: Adrien Brody, Topher Grace, Alice Braga, Walton Goggins, Oleg Taktarov, Laurence Fishburne, Danny Trejo, Louis Ozawa Changchien, Mahershalalhashbaz Ali, Carey Jones, Brian Steele, Derek Mears
Vídeo: Widescreen Anamórfico 2.35:1 (1080p/MPEG-4 AVC)
Áudio: Inglês (DTS-HD Master Audio 5.1), Português, Espanhol, Francês (Dolby Digital 5.1)
Legendas: Português, Inglês, Espanhol, Mandarin, Cantonês
Região: A Distribuidora: Fox
Discos: 2
Lançamento: 19/10/2010
Cotações: Som: ***** Imagem: ***** Filme: ***½ Extras & Menus: *** Geral: ****

SINOPSE
Robert Rodriguez apresenta PREDADORES, um novo e ousado capítulo no universo do Predador. Adrien Brody estrela no papel de Royce, um mercenário que relutantemente lidera um grupo de guerreiros de elite num planeta alienígena selvagem. Quando estes frios “predadores” humanos se veem em uma guerra em que vale tudo para enfrentar uma nova geração de Predadores alienígenas, é hora do confronto final entre o caçador e a caça.

COMENTÁRIOS
O PREDADOR (1987), apesar de ser cultuado tanto na ficção científica como no gênero ação, não teve sorte com suas sequências – PREDADOR 2 (1990), sem Arnold Schwarzenegger e colocando o célebre alienígena em um ambiente urbano, não repetiu o sucesso do original, e os dois crossovers ALIEN VS. PREDADOR resultaram em filmes na melhor das hipóteses medíocres. Este PREDADORES (PREDATORS, 2010) dirigido por Nimród Antal baseado em um projeto de Robert Rodriguez (também um dos produtores e supervisor de efeitos visuais do novo filme) abortado nos anos 1990, foi feito para mudar este quadro.

Desde o primeiro fotograma, Nimród e Rodriguez demonstram conhecer a fundo o longa de John McTiernam, através de elementos que buscam ser extremamente fiéis ao seu conceito: estrutura narrativa, ambientação (selva, apesar de agora ser em outro planeta), escolha dos humanos que servirão de caça, personificação e comportamento dos Predadores e até mesmo o emprego, pelo compositor John Debney, dos clássicos temas criados por seu colega Alan Silvestri. Também em nome dessa fidelidade, foi evitado o emprego de CGI na criação dos Predadores, ficando seu uso restrito aos seus “cães” de caça. Mas essa fidelidade demasiada ao original também é um dos problemas do filme, já que ela praticamente telegrafa o desfecho de várias situações da trama.

Ainda assim, os realizadores se permitiram a algumas inovações, como a criação de castas de Predadores, o mistério envolvendo um dos humanos – que não se encaixa no perfil dos guerreiros selecionados pelos alienígenas – e, principalmente, colocarem os humanos como uma espécie tão predatória quanto à dos monstros. O elenco eclético se sai bem, especialmente Adrien Brody como o anti-herói mercenário Royce, e a brasileira Alice Braga como a atiradora Isabelle, cujos personagens são os únicos não totalmente unidimensionais. Pena que o ator-fetiche de Rodriguez, Danny Trejo (MACHETE) seja pouco empregado, e o mesmo pode se dizer da participação de Laurence Fishburne (trilogia MATRIX), que no final das contas se revela dispensável.

De qualquer maneira os fãs terão o que apreciar nesta retomada da franquia – e isso inclui até mesmo a aparição do Predador do filme de 1987. E creio que quem não for fã poderá se divertir com o filme, até porque ele lhe será menos previsível. Mesmo que nunca venha a ser cultuado como o original, PREDADORES é uma competente aventura sci fi que recoloca em evidência a icônica criatura, e Robert Rodriguez disse que este filme foi apenas a preparação: o melhor mesmo virá no próximo. Esperemos para ver…

SOBRE O BD
Para esta resenha utilizamos o BD norte-americano de PREDADORES, idêntico ao que a Fox lançou no Brasil para locação (exceto pela luva e arte de capa, que utiliza imagens diferentes, e da ausência do DVD contendo a cópia digital), e que é tecnicamente perfeito. A transferência widescreen 1080p/AVC MPEG-4, na proporção de tela 2.35:1, é simplesmente excelente. O filme foi rodado com uma câmera de alta definição de última geração (a Panasonic Genesis), e a transferência foi feita diretamente a partir da fonte digital original. O resultado impressiona sob qualquer aspecto: a imagem passa uma forte impressão de tridimensionalidade, e é riquíssima em detalhes – os closes do rosto marcado de Danny Trejo chegam a ser assustadores. Se preferir, concentre-se na covinha do queixo da nossa Alice Braga, ou na luxuriante vegetação que a cerca. A reprodução das cores, no ambiente da selva, é rica e realista, com tons de pele naturais. Os níveis do preto são fortes, profundos, o que valoriza as cenas passadas à noite, caracterizadas por excelentes detalhes de sombra. Artefatos, ruídos e filtros como DNR e EE inexistem (um grande contraste com o novo BD de O PREDADOR, vítima de excesso de filtragem digital), em uma transferência impecavelmente limpa.

A excelência se estende à faixa original em inglês DTS-HD Master Audio 5.1: a mixagem lossless é dinâmica e extremamente ativa, com uma direcionalidade surround precisa. Todos os sons são reproduzidos com extrema fidelidade – da mera ambientação na selva, com seus sons de folhas e ruídos de insetos, até os movimentos de criaturas, disparos e explosões – tudo envolve o espectador/ouvinte de modo real. A movimentada trilha musical de John Debney sempre soa forte e límpida, assim como os diálogos, mesmo quando em meio ao caos. Enfim, trata-se de uma perfeita faixa de áudio em alta definição, ideal para impressionar os amigos com as virtudes de seu novo home theater. O disco também inclui opções de idiomas em português, espanhol e francês, em bom Dolby Digital 5.1, mas que obviamente soarão pálidas em comparação com a faixa lossless. As legendas disponíveis são português (BR), inglês, espanhol, Cantonês e Mandarim, com os menus principais e pop-up estando apenas em inglês.

EXTRAS
A Fox lançou no Brasil para locação uma edição em Blu-ray de PREDADORES com o mesmo nível técnico desta que é comercializada nos EUA. Na verdade é a mesma edição, apenas replicada e embalada no Brasil. Se em termos de qualidade de apresentação do filme isto é ótimo, por outro lado, em termos de extras, isto é péssimo. O BD até tem um conjunto de suplementos decente, mas o problema é que nada – NADA! – recebeu legendas em português. Na verdade, os extras não têm legendas em nenhum idioma. Pelo menos a distribuidora está prometendo que a nossa versão para venda direta, a ser lançada em janeiro, será totalmente legendada. Mas enfim, vamos aos suplementos deste BD estadunidense de PREDADORES, quase todos em alta definição (HD) e que caso você o importe (afinal acaba saindo mais barato a edição nacional) você só entenderá se dominar perfeitamente o inglês:

  • Comentários em Áudio – Podemos assistir ao filme acompanhado por comentários bem descontraídos do produtor Robert Rodriguez e do diretor Nimrod Antal. Apesar de eles repassarem muitas informações sobre a produção e as filmagens, é uma faixa que nunca cansa – exceto pelo esforço em termos que entender o que eles estão falando…;
  • Live Extras – Material adicional que pode ser acessado online através do recurso BD-Live. Por enquanto tem pouca coisa disponível, apenas dois featurettes de outros filmes. A anunciada visita ao set de filmagens simplesmente não está lá;
  • Motion Comic Prequels (HD) – Duas interessantes HQs animadas (mas não muito) que servem como prelúdios ao filme: “Crucified” (2:11 min.), sobre o Predador “clássico” que foi crucificado por seus companheiros; e “Moments of Extraction” (8:45min.), que mostra alguns dos personagens humanos (dublados por seus respectivos atores) antes de serem abduzidos e levados para a selva de outro planeta;
  • Evolution of the Species: Predators’Reborn (HD, 40:12) – Este é o making of do filme, dividido em algumas pequenas seções. Apesar de não ser muito longo, é bem estruturado e interessante, indo além do mero material promocional. Traz depoimentos de boa parte da equipe e do elenco. Vale a pena ver;
  • The Chosen (HD, 4:52 min.) – Divulgado anteriormente no website oficial (como provavelmente a maior parte do material aqui presente), este featurette trata dos “predadores humanos”. Para não estragar o mistério dos personagens, é aconselhável assisti-lo somente após o filme;
  • Fox Movie Channel Presents: Making a Scene (SD, 7:06 min.) – No único extra do pacote em resolução 480i (SD), temos os bastidores da criação da sequência dos “cães” de caça dos predadores. Interessante, apesar de muitos terem detestado os bichos;
  • Deleted and Extended Scenes (HD, 11:21 min.) – Conjunto de nove cenas eliminadas ou estendidas, basicamente diálogos entre os personagens, que incluem um bom conteúdo com Danny Trejo e Topher Grace;
  • Trailer (HD, 1:56 min.) – Para encerrar os extras, a Fox selecionou o melhor entre os trailers de PREDADORES que foram divulgados, que inclui algo que NÃO está no filme – o momento em que o peito de Adrien Brody é iluminado por várias miras lasers (no filme a cena está lá, mas apenas com uma mira laser). Rodriguez, jocosamente, confessou que a cena foi modificada no trailer para dar a impressão de que o filme traria mais Predadores.

Jorge Saldanha

About these ads

6 comentários sobre “Resenha: Predadores (Blu-ray)

  1. Pingback: Resenha: Alien Anthology (Blu-ray) | Sci Fi do Brasil

  2. Pingback: Exterminador do Futuro 4 e a trilogia que não existiu | Sci Fi do Brasil

  3. Pingback: Notícias Curtas (30/05/2011): Hyperion, Elysium, O Hobbit « Sci Fi do Brasil

  4. Pingback: De Volta aos 80 – Parte 2 | SCI FI do Brasil

  5. Pingback: Vem aí Offworld | SCI FI do Brasil

  6. Pingback: Vem aí um novo reboot de PREDADOR | SCI FI do Brasil

Comente o conteúdo da postagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s